Previs?o do tempo
   
MP deve pedir interdição parcial de carceragem

Ponta Grossa

17 de março de 2017 18:46

Daniel Petroski

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Caminhão pega fogo e motorista morre queimado

PG registra três roubos a comércio em cinco horas

Polícia cumpre três mandados de prisão em PG

Princesa dos Campos inaugura agência exclusiva do Prinex
Prefeitura quer renegociar dívida de R$ 25 mi em FGTS
Câmara discutirá políticas sobre drogas em PG
IMM oferece curso de capacitação para a Guarda Municipal
/Foto: Cristiano Barbosa
PUBLICIDADE

“Essa situação não tem mais como prosperar”. A frase é da promotora de Justiça do Ministério Público (MP), titular da Vara de Execuções Penais, Danielle Garcez da Silva. Ela e o promotor Antônio Juliano estiveram na manhã de sexta-feira (17) vistoriando a carceragem da 13ª Subdivisão Policial (SDP) de Ponta Grossa. O trabalho foi acompanhado pelo delegado chefe Danilo Cesto e pelo superintendente Elter Taets Garcia.

O local, com capacidade para abrigar até seis presos temporários, chegou à marca histórica de 46 detentos nesta semana. “As condições são desumanas”, apontou Danielle. A promotora revelou que em um dos casos o preso já está há 45 dias aguardando transferência. “Ele não está tendo, por exemplo, o seu direito de visita e de banho de sol atendido”, ponderou. Ontem à tarde, o número de detidos no espaço era 28.

A promotora informou ao Jornal da Manhã que pretende pedir a interdição parcial da carceragem. “Essa medida será tomada mediante a superlotação constatada. Não temos como realizar a interdição total, pois presos em flagrantes precisam ficar detidos em um local transitório. Mesmo assim, vamos trabalhar, acredito que até o final da semana que vem, para solucionar essa questão”, afirmou Danielle. A data para o protocolo do pedido de interdição não foi repassada pela promotora. “Isso precisa ser revolvido o quanto antes”, reforçou.

Procurado pela equipe de reportagem, o superintendente da 13ª SDP foi categórico ao afirmar que está confiante no parecer do MP. “Acreditamos que a decisão vai dar conta de atender a demanda desse problema sério que estamos enfrentando. É uma questão de urgência”, destacou Garcia.

Descoberta de buraco frustra tentativa de fuga 

Além da vistoria do MP, na quinta-feira (16) a carceragem da 13ª SDP também foi visitada por uma equipe do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária, atendendo a um pedido do Comitê de Transferência de Presos (Cotransp). Na ocasião, foi descoberta pelos policiais de plantão uma escavação em uma das paredes. O buraco estava sendo escondido por uma chapa de aço. Se concluído, ele permitiria o acesso direto à parte externa do prédio. Também foi localizado o vidro de uma das janelas quebrado. A suspeita é que a estrutura era utilizada para facilitar a comunicação com pessoas do lado de fora da 13ª SDP.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização