Previs?o do tempo
   
Vereadores estudam melhorias para Corpo de Bombeiros

Ponta Grossa

17 de março de 2017 18:02

Rodrigo de Souza

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Índio da etnia Kanhgang se forma em Direito na UEPG

Suspeito de venda ilegal de remédios em PG é liberado

Prefeitura retira duas toneladas de arroio em PG

Sanepar realiza reunião com a comunidade em PG
SOS e SMAS lançam Campanha do Leite em Pó em PG
Defesa Civil participa do lançamento do Plano de Auxílio Mútuo
Bandidos armados invadem fábrica em Ponta Grossa
/Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Pastor Ezequiel (PRB) sugere que Executivo encaminhe R$ 500 mil da Câmara para reformas no quartel central. Guiarone (PROS) e Cieslak (PRTB) buscaram soluções em Curitiba.

A situação atual Corpo de Bombeiros de Ponta Grossa tem pautado o trabalho de vereadores nos últimos dias. Com obras inacabadas e algumas viaturas sucateadas ou inutilizáveis no 2º Grupamento de Bombeiros (2º GB), parlamentares estudam medidas para melhorar a estrutura e facilitar o trabalho de socorristas – principalmente no Quartel Central, localizado nas proximidades da Catedral.

Durante a semana, os vereadores Celso Cieslak (PRTB) e Sargento Guiaroni (PROS) estiveram na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para uma reunião com o deputado estadual Hussein Bakri (PSD). Os vereadores repassaram algumas demandas do 2º GB para o deputado, entre elas a situação dos caminhões da corporação. O grupamento precisou pedir ‘emprestado’ um veículo para o Corpo de Bombeiros de Irati, nos Campos Gerais, enquanto dois dos caminhões próprios estavam em manutenção.

Em contato com a coordenação estadual dos bombeiros, o deputado recebeu a garantia de que até a próxima segunda-feira (20), os dois veículos serão novamente entregues para a corporação, prontos para ser utilizados. Além dos caminhões, os vereadores ponta-grossenses ainda repassaram outras demandas para o Poder Legislativo do Paraná.

Outro parlamentar empenhado para a conquista de melhorias aos Bombeiros é Pastor Ezequiel Bueno (PRB). O vereador de Ponta Grossa usou a palavra durante uma sessão na Câmara para cobrar o prefeito Marcelo Rangel (PPS) sobre a sanção da lei que institui o Fundo de Reequipamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom) no município. A medida, já aprovada pelos vereadores, utiliza uma porcentagem da arrecadação do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para equipar a corporação. Já instituída em outros municípios paranaenses, a lei precisa da sanção de Rangel para ser colocada em prática.

Além do Funrebom, Ezequiel Bueno ainda solicitou que a Câmara repasse ao 2º GB cerca de R$ 500 mil referentes à verba destinada pelo Executivo para a casa de leis e que ainda não foi utilizada ou programada para uso. O valor seria aplicado na reforma do Quartel Central que, segundo Bueno, se encontra em “situação precária”. O processo de restauração comtemplaria obras no piso, telhado e estruturas básicas, que não afetem a arquitetura original do imóvel – a sede é tombada e considerada Patrimônio Histórico de Ponta Grossa.

Vereadores formam ‘bancada da Segurança’

Desde janeiro de 2017, a Câmara Municipal de Vereadores de Ponta Grossa conta com três legisladores ligados à área de Segurança Pública. A ‘Bancada da Segurança’ é composta pelo vereador reeleito Pastor Ezequiel (PRB), Sargento Guiarone Jr (PROS) e Celso Cieslak (PRTB). O grupo atua para melhorar o segmento no município, principalmente em relação à Guarda Municipal – órgão ligado ao Executivo municipal e que pode receber investimento direto da Prefeitura. O Corpo de Bombeiros e as instituições policiais também são contemplados por ações do grupo.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização