aRede aRede aRede
aRede
Bombeiros esperam retomar obras de quartel em 2017

Ponta Grossa

16 de fevereiro de 2017 20:35

Daniel Petroski

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Garoto de 13 anos é detido por populares após assalto em Uvaranas

Em PG, Polícia encaminha três pessoas por pertubação de sossego

PM detém homem tentando vender guitarra furtada

Homem é esfaqueado após briga com enteado no Buenos Aires
Rapaz é baleado pelo irmão durante briga no San Martín
Carro bate de frente com caminhão na BR-376 em PG
Vigilante acusado de homicídio espera absolvição
PUBLICIDADE

A obra para a construção de um novo quartel central para o 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros (2º GB) de Ponta Grossa, parada desde 2014, deve ser retomada até o final deste ano – apenas a terraplanagem no terreno chegou a ser feita. O investimento pode chegar a R$ 8 milhões via Paraná Edificações.

Em um trabalho conjunto com a Prefeitura e o Governo do Estado, a tramitação para um novo processo licitatório apresentou avanço significativo, principalmente nesta sexta-feira (17), com a devolução do projeto ajustado por parte da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Planejamento à corporação. “Alguns cálculos precisaram ser refeitos. De posse do projeto, nosso Departamento de Engenharia fará o encaminhamento ao Estado para que a tramitação tenha prosseguimento”, detalhou o major Carlos Alberto.

Em janeiro, durante um encontro entre o prefeito Marcelo Rangel e a vice-governadora Cida Borghetti, foi reafirmado o interesse pela obra. “O Governo do Paraná investe e prioriza a segurança pública de todos os paranaenses”, disse na época Cida.

Segundo Alberto, o novo prédio deverá abrigar toda a parte administrativa da corporação. “A atual estrutura que estamos é patrimônio do município e vem apresentando problemas estruturais, elétricos e hidráulicos. Com o novo prédio poderemos, por exemplo, ampliar o setor de vistorias. O local atual é apertado, o que prejudica o atendimento a população. Também conseguiremos melhorias significativas nos alojamentos que seriam transferidos para esse novo espaço. Como é possível perceber, tudo vai refletir em uma melhora na nossa prestação de serviço”, explicou o major.

Fundado em 1939, o 2º Grupamento completou 77 anos de atuação em 2016. O prédio histórico passou por uma reforma em 1981. 

Funrebom também pode ser revisto

De acordo o major Carlos Alberto, a proximidade com o Governo Municipal também reascendeu a expectativa para o retorno do Fundo de Reequipamento dos Bombeiros (Funrebom), extinto no município em 2009. “Se confirmada à promessa, esse recurso, em um prazo de até quatro anos, será utilizado também para a reforma do atual prédio do 2º GB, sem falar em outros benefícios em equipamentos e viaturas novas”, afirma. A expectativa é de que essa taxa volte a ser cobrada junto ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) no próximo ano. Ponta Grossa é uma das poucas cidades com quartéis do Corpo de Bombeiros em que a cobrança do Fundo não é realizada.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização