Rapaz foge de cães, é atropelado e fica gravemente ferido

Ponta Grossa

12 de janeiro de 2017 08:40

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Roubo tem ação violenta de ladrões em PG

Senge vai contra aumentos de impostos de PG

Mulheres são presas ao tentar furtar loja em PG

Deputados elencam prioridades para Ponta Grossa
Voluntários contribuem na limpeza do Shangrilá
Jovens do Marista de PG fazem trabalho voluntário
Reajuste de impostos deve ser retirado da pauta
Rapaz foi atropelado na Rua Paula Xavier/Foto: Odine Rodrigues
PUBLICIDADE

Rapaz fugia de um ataque de cães quando foi atingido por um veículo na Rua Paula Xavier. Ele ficou gravemente ferido e foi encaminhado ao Pronto Socorro Municipal (PSM).

            Um acidente no Centro de Ponta Grossa deixou um rapaz gravemente ferido na noite desta quarta-feira (11). Por volta de 23 horas, João Fernando Barbosa Alves, 24 anos, foi atingido por um Ford Ka quando atravessava a Rua Paula Xavier. O acidente aconteceu próximo ao cruzamento com a Avenida Vicente Machado. O atropelamento foi provocado por um ataque de cães.

            Odine Rodrigues testemunhou o acidente. “Ele foi atacado na minha frente. Ele fugia dos cães e andava de costas. Quando ele foi para a rua, o sinal estava aberto e um carro o atingiu”, contou a moradora da região. Socorristas do Siate foram acionados para atender João Fernando e encaminharam o rapaz para o Pronto Socorro Municipal (PSM). De acordo com informações do Siate, o rapaz teve ferimentos graves, mas não corre risco de morte.

 

Ataques de cães se intensificaram

            Moradores das proximidades da Praça Barão de Guaraúna têm enfrentado problema com ataques de cães na última semana. Odine Rodrigues conta que outros dois ataques de cães foram registrados na região nos últimos dois dias. “Um senhor foi atacado e teve que ir ao Pronto Socorro Municipal (PSM). E teve outro rapaz que foi atacado, mas não precisou de atendimento. Estamos preocupados, pois moramos na região e sempre passamos pela praça”, explica a moradora.

            Os ataques começaram há aproximadamente uma semana. “Nunca houve esse tipo de problema, mas agora a situação está crítica. Eles podem atacar uma criança, ou um idoso. Alguma solução precisa ser tomada”, conta Odine. A moradora da região já procurou o Centro de Zoonoses da Prefeitura de Ponta Grossa mas, segundo Odine, nenhuma medida foi tomada.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização