Rangel decreta corte de 20% nos cargos de confiança

Ponta Grossa

11 de janeiro de 2017 14:24

Afonso Verner

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Câmara propõe estímulo ao comércio próximo ao HU

Setor imobiliário pede cautela com possíveis mudanças na cobrança do IPTU

Vídeo mostra agressão sofrida por massoterapeuta

Suspeito de matar massoterapeuta é preso em PG
Inadimplência no IPTU chega aos 35% em PG
Município tenta encontrar equilíbrio financeiro
PG vai revisar planta genérica para incrementar IPTU
Prefeito decretou corte em todas as fundações e órgãos ligados ao Poder Executivo/Imagem: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Decreto 12.343 prevê corte de 20% nos cargos de confiança dos órgãos da administração direta da Prefeitura

O prefeito Marcelo Rangel (PPS) começou a colocar em prática parte da reforma administrativa proposta logo após a reeleição em 2016. O Diário Oficial do município dessa quarta-feira (11) traz a publicação do decreto 12.343 que prevê o corte de, ao menos, 20% dos cargos de confiança nas fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista ligadas à Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG).

Assinado por Rangel e pelo procurador geral do município, Marcus Vinícius Freitas, a medida prevê algumas exceções, entre elas, diante de uma solicitação fundamentada do órgão ou entidade em questão, permitir que os cargos em comissão sejam mantidos. O decreto também exclui da medida empregados que tem cargos em locais de confiança dos setores de educação e saúde.

A Secretaria Municipal de Administração e a Procuradoria Geral do Município deverão estabelecer prazo para o cumprimento das medidas, além de expor normas e orientações complementares. Após ser reeleito, Rangel já falava da necessidade de cortar cargos em comissão para ajustar a folha de pagamento.

Até o final do ano passado a Prefeitura tinha mais de 300 cargos de confiança, todos foram dispensados no último dia de 2016 e pouco mais de 30 comissionados foram recontratados até o momento. As outras medidas que integram a chamada reforma administrativa de Rangel deverão passar pelo aval dos vereadores durante sessão extraordinária convocada ainda durante o mês de janeiro.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização