Pauliki conquista R$ 300 mil para melhorias no Cadeião e na PEPG

Ponta Grossa

19 de dezembro de 2016 22:30

Afonso Verner

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Aliel ressalta responsabilidade de deputados diante de nova denúncia

Imagem de carro 'imobilizado' em trincheira chama a atenção

Vereador quer ampliar acessibilidade nas ruas centrais de PG

Sindicato reúne servidores para discutir quitação de precatórios
Parque Ambiental ganha suporte para redes de descanso
Frota do 1º BPM ganha reforço de oito viaturas
Avó materna visita bebê na UTI do Regional
/Imagem: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Deputado se reuniu com Luiz Alberto Cartaxo e conquistou compromisso para melhorias no setor

O deputado estadual Marcio Pauliki (PDT) se reuniu nessa segunda-feira (19) com o diretor geral do Departamento Penitenciário (DEPEN), Luiz Alberto Cartaxo, para discutir melhorias na estrutura do setor penitenciário de Ponta Grossa. O parlamentar conquistou o compromisso da liberação de R$ 250 para conclusão das obras de ampliação da ala feminina do presídio Hildebrando de Souza, o Cadeião, além de outros R$ 50 mil para o melhorias na Penitenciária Estadual de Ponta Grossa (PEPG).

De acordo com Pauliki, as melhorias são urgentes e os projetos deverão ser apresentados ainda no primeiro trimestre de 2016. “Os responsáveis pela PEPG e pelo Hildebrando terão tempo hábil para bolar o projeto e apresentá-lo ao Depen, nosso objetivo e conquistar melhorias para o setor e mais segurança para a população”, contou Marcio. A discussão do deputado começou após um princípio de motim na 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa e também contou com a participação do deputado Plauto Miró (DEM).

Além dos repasses, Pauliki (PDT) também debateu a possibilidade de aumentar vagas no regime fechado da PEPG. A proposta debatida entre Marcio e Cartaxo é transformar o regime fechado da penitenciária que conta com segurança máxima para um regime com segurança mínima ou média. “Com isso conseguriamos passar os presos que hoje estão no semiaberto para o sistema de canteiro virtual, quando eles trabalham com tornozeleiras”, contou o deputado.

As mudanças também serão discutidas com o Ministério Público (MP).

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização