X
aRede aRede
(X)
Publicidade

Mix

Foto: Foto: divulgação
Da Redação | Mix | 20/09/2018 as 13:02h

É possível casar e morar em casas separadas?

'Viver em casas separadas é um fenômeno relacionado às mudanças da sociedade'

A configuração das famílias tem mudado ao longo dos anos, tanto no Brasil quanto em outros países. Uma dessas mudanças, cada vez mais comum, são os casais que decidem morar em casas separadas. O movimento tem até um nome: Living Apart Together(LAT), cuja tradução seria algo como “morando separados, porém juntos”.  

Esse modelo de relacionamento não é novo. Há estudos de mais de 20, 30 anos sobre o tema. Segundo a psicóloga Marina Simas de Lima, terapeuta de casal, família e cofundadora do Instituto do Casal, viver em casas separadas é um fenômeno relacionado às mudanças da sociedade. “É um movimento de pessoas que querem ter relacionamentos afetivos íntimos e de longo prazo, mas que rejeitam por vários motivos o modelo tradicional, preferindo manter seu espaço, privacidade ou independência”.    

Razões práticas

Em países como Estados Unidos, Canadá e em alguns países da Europa, é muito comum encontrar casais que optam por morar em casas separadas. Segundo um estudo sobre o tema, a maioria dos casais que escolhe este modelo de relacionamento, o faz por razões práticas. “Entre os mais jovens, os motivos estão mais ligados aos estudos ou ao trabalho, por exemplo. Outra explicação, de acordo com a pesquisa, é que os mais jovens usam como uma espécie de experiência inicial para depois decidir se irão ou não morar juntos”, comenta Marina.    

Já para os casais mais velhos, as razões são diferentes. “Entre os divorciados e viúvos, os motivos estão mais relacionados aos filhos dos relacionamentos anteriores, ao desejo de manter a independência ou ainda ao medo de passar por novas decepções amorosas. Há ainda aqueles que querem morar separados para resistir às normas tradicionais do casamento e viver uma relação mais aberta e liberal”, ressalta a psicóloga.  

Será que funciona?

Para a psicóloga Denise Miranda de Figueiredo, terapeuta de casal, família e cofundadora do Instituto do Casal, o modelo de viver em casas separadas pode funcionar bem para alguns casais. “Cada casal tem seu próprio jeito de estabelecer como esse modelo irá funcionar. É possível ter projetos e objetivos em comum, mesmo vivendo em casas diferentes. Não é o espaço físico que estabelece a identidade conjugal e sim como o casal constrói sua dinâmica, seu funcionamento, além claro da qualidade do vínculo afetivo”.  

Longe dos olhos, mas dentro do coração 

Denise e Marina comentam que uma das principais vantagens de viver em casas separadas é deixar espaço para sentir saudades e não vivenciar a rotina, que para alguns casais pode ser algo visto como um complicador dentro de uma relação afetiva.  

“Sem dúvidas, quem vive em casas separadas tem alguns benefícios em comparação com os casais que vivem juntos. Em geral, como o tempo a dois é reduzido, esses casais tendem a aproveitá-lo de uma forma mais intensa do que aqueles que moram juntos. Outro ponto é que o funcionamento deste tipo de relação pode lembrar um namoro, com mais tempo dedicado ao casal e menos distrações ou problemas cotidianos”, comenta Marina.

Desafios e desvantagens

“Por outro lado, esse modelo traz alguns desafios. Um deles é a criação e educação dos filhos, que pode ser mais complicada ou desafiadora. Inclusive, pode até ser que esse casal enfrente conflitos em relação a ter ou não filhos, justamente por viver desta forma. Um outro conflito que pode surgir é o ciúme”, cita Denise.    

Outra desvantagem é a questão financeira. “O casal terá custos em dobro para viver em casas separadas. Assim, é mais comum que esse modelo de casamento seja uma opção para pessoas com mais estabilidade financeira, que já foram casadas ou ainda para aquelas que simplesmente preferem ter seu próprio espaço, por diferentes razões e que possuem condições financeiras para viver desta forma”, ressaltam as especialistas.  

Um novo modelo de amor?

“A sociedade vive um processo intenso de transformações no que diz respeito à família e ao casamento. Estamos num momento de transição, ou seja, as pessoas estão procurando novas maneiras de viver a dois. Isso é um fato. Viver em casas separadas é um modelo que pode funcionar dentro deste novo contexto social”, diz Marina.  

“Para que qualquer relacionamento afetivo dê certo são necessários alguns ingredientes. Morando junto ou cada um na sua casa, é preciso deixar claro quais são os combinados e o que cada membro do casal espera do outro. O mais importante é viver o amor em sua plenitude e ter satisfação dentro deste relacionamento”, concluem as terapeutas

0 compartilhados

Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cotidiano 23/10/2018 ás 23:25h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 22:22h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 21:41h
Campos Gerais 23/10/2018 ás 21:30h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 21:26h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 21:18h
Cotidiano 23/10/2018 ás 21:01h
Esporte 23/10/2018 ás 20:33h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 20:03h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 19:43h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 19:30h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 19:00h
Publicidade

VÍDEOS

Vamos Ler | 22/10/2018 ás 20:44h

Aluna é premiada em concurso sobre ‘Ética’

Vamos Ler 22/10/2018 ás 18:29h
Mix 22/10/2018 ás 18:20h
Publicidade

PONTA GROSSA

Ponta Grossa | 23/10/2018 ás 17:05h

Polícia identifica vendedor baleado na cabeça

Ponta Grossa 23/10/2018 ás 16:42h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 16:00h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 14:32h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 11:50h
Ponta Grossa 23/10/2018 ás 11:19h
Publicidade

COTIDIANO

Cotidiano | 23/10/2018 ás 17:58h

Barroso diz que presidente terá que ‘respeitar regras do jogo’

Cotidiano 23/10/2018 ás 17:20h
Cotidiano 23/10/2018 ás 16:53h
Cotidiano 23/10/2018 ás 14:20h
Cotidiano 23/10/2018 ás 10:52h
Cotidiano 23/10/2018 ás 10:27h
Publicidade

CAMPOS GERAIS

Campos Gerais | 23/10/2018 ás 18:40h

CimSaúde recebe veículo para ampliar atendimento

Campos Gerais 23/10/2018 ás 18:19h
Campos Gerais 23/10/2018 ás 16:21h
Campos Gerais 23/10/2018 ás 15:30h
Campos Gerais 23/10/2018 ás 14:00h
Campos Gerais 23/10/2018 ás 13:47h
Publicidade

MIX

Mix | 23/10/2018 ás 17:40h

‘Planeta Mais’ retoma venda de ingressos

Mix 22/10/2018 ás 16:00h
Mix 20/10/2018 ás 11:44h
Mix 20/10/2018 ás 10:22h
Mix 20/10/2018 ás 00:36h
Mix 19/10/2018 ás 15:20h
Publicidade

ESPORTE

Esporte | 23/10/2018 ás 17:36h

Loja do Fantasma no Germano Krüger será ampliada

Esporte 23/10/2018 ás 16:00h
Esporte 23/10/2018 ás 11:35h
Publicidade

INSANA

Insana | 19/09/2018 ás 13:30h

Restauração de escultura dá errado e vira piada

Insana 28/08/2018 ás 11:07h
Insana 21/08/2018 ás 11:50h
Insana 20/08/2018 ás 11:35h
Insana 31/07/2018 ás 11:50h
Insana 30/07/2018 ás 10:27h
Publicidade

VAMOS LER

Vamos Ler | 23/10/2018 ás 13:13h

Estudantes trabalham com cartas em Tibagi

AGRONEGÓCIO

Agronegócio | 22/10/2018 ás 20:39h

Intercooperativismo da região servirá de modelo ao RS

Publicidade

ROMULO CURY

ao vivo | 23/10/2018 ás 18:07h

Rapaz afirma ter baleado vendedor por vingança

BOM DIA ASTRAL

Bom Dia Astral | 23/10/2018 ás 00:16h

Bom Dia Astral: Confira seu horóscopo para esta terça-feira (23/10)

EMPREGOS

Empregos | 23/10/2018 ás 00:43h

Vagas na agência do Trabalhador para terça-feira (23/10)

Publicidade

MAIS LIDAS

Ponta Grossa | 19/10/2018 ás 13:44h

Morte de garota por overdose gera comoção em PG

Ponta Grossa 22/10/2018 ás 07:26h
Ponta Grossa 19/10/2018 ás 18:31h
Cotidiano 23/10/2018 ás 09:49h
Ponta Grossa 22/10/2018 ás 19:00h
Publicidade
Publicidade