Netflix afirma que não aumentará mensalidade no Brasil | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
Netflix afirma que não aumentará mensalidade no Brasil

Mix

19 de março de 2017 23:27

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Eurico reconhece Nonato travestido durante um show

Roberto Carlos se apresenta em PG em dezembro

Tibagi recebe Feira de Trocas do Avesso

Irmã gêmea de Pabllo Vittar faz sucesso nas redes sociais
Bibi encontra Rubinho no morro e atira nele
Ballet Sagrada Família apresenta espetáculo no Ópera
Bibi é despejada do barraco por Rubinho
/Imagem: Divulgação / Netflix
PUBLICIDADE

Mesmo com aumento de imposto, empresa afirma que manterá valores praticados no Brasil

Durante evento na sede da Netflix, em Los Gatos, na Califórnia, o presidente da empresa, Reed Hastings, afirmou que o custo do pacote no Brasil não aumentará, mesmo depois do presidente Michel Temer ter sancionado o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), em dezembro. Com a reforma do ISS, a lei fixou em 2% a alíquota mínima e a cobrança do imposto se estendeu a serviços de streaming. As informações são da Folha de S.Paulo.

– Nós vamos pagar (o ISS), não será repassado aos nossos clientes. Estamos no Brasil há cinco anos e pagamos os tributos. Faremos o mesmo. Não haverá aumento na mensalidade – disse Hastings.

Quando perguntado sobre se a cobrança do ISS passaria a ser cobrada, o fundador da Netflix ainda ironizou o sistema tributário brasileiro.

– Qual das taxas? Existem muitas taxas no Brasil (risos).

Com a reforma do ISS no final de 2016, a lei diz que estão sujeitos à cobrança os serviços de "disponibilização, sem cessão definitiva, de conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto por meio da internet". Além da Netflix, outras atividades também podem ser afetadas como Spotify, Deezer, HBO Go e a recém-chegada Amazon Prime Video. A elaboração de programas de computadores também passou a ser taxada. Ficaram de fora livros, jornais e periódicos. 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização