Paula Fernandes culpa ‘crise’ por número de shows no ano

Mix

09 de janeiro de 2017 14:00

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Coro em Cores abre sequência de concertos em PG nesta terça

Professor do Conservatório apresenta recital de piano solo

Capital Inicial promete grande show em PG em junho

Victor & Léo apresentam show especial em Irati
Clube da Leitura de PG vai debater o clássico '1984'
Almodovar será tema do ‘Tela Alternativa’ em PG
Semana de Cultura de PG volta com programação na terça
Cantora participou do 'Domingão do Faustão' no último fim de semana (08)/Foto: Reprodução/TV Globo
PUBLICIDADE

“Ano atípico” em relação ao número de shows foi motivado pela situação financeira do país, de acordo com a cantora. Declaração foi dada durante o programa ‘Domingão do Faustão’.

A cantora Paula Fernandes creditou o número ‘atípico’ de show durante o ano de 2016 por conta da crise financeira do país. Durante participação do ‘Domingão do Faustão’ do último domingo (08), a cantora afirmou que o problema econômico do Brasil afetou a quantidade de apresentações.

"Você fez quantos shows no ano passado? 150?", quis saber Fausto Silva. "Ah, perdi a conta, foi por aí. Na verdade, o ano passado foi um ano atípico por causa da crise", justificou ela. "Mas não tenho nada do que reclamar, concorri ao Grammy Latino e lancei DVD novo", ressaltou.

Mineira de Sete Lagoas, Paula Fernandes estourou no cenário nacional ao cantar com Roberto Carlos em um especial produzido pela TV Globo na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, em 2010. Nos anos seguintes, Paula colecionou sucessos no Brasil e na América Latina.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização