Cabeleireira karateca prende ladrão e usa-o como escravo sexual | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
Cabeleireira karateca prende ladrão e usa-o como escravo sexual

Insana

14 de julho de 2017 15:54

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Mulher faz vídeo para o amante e por engano manda ao marido

Submarino alemão da 1° Guerra é encontrado quase intacto

Após ingerir crack, cão ataca e mata o dono, na Inglaterra

Homem usa escorpiões para extorquir motoristas em SP
Jovem fica presa em janela e é resgatada no primeiro encontro
Aranha 'mutante' aterroriza fazendeiro na Nova Zelândia
Justiça americana manda tirar cordas vocais de dois cães
Olga Zajac, em foto divulgada pela polícia russa: ela obrigou seu escravo sexual a tomar Viagra /Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Ladrão tentou assaltar uma cabeleireira mas acabou imobilizado pela dona do estabelecimento, que o sequestrou e obrigou a ser escravo sexual com recurso a comprimidos Viagra

Um homem tenta assaltar uma cabeleireira e acabou sendo sequestrado pela dona do estabelecimento, que o transforma num escravo sexual. O caso aconteceu na Rússia.

Viktor Jasinski, de 32 anos, entrou no salão de beleza com o intuito de roubar o dinheiro que estava na caixa registadora. A dona, Olga Zajac, trocou-lhe as voltas e imobilizou-o com facilidade, recorrendo às artes marciais: a mulher, de 28 anos, é cinturão negro de karaté.

Em vez de ligar para a Polícia, depois de imobilizar o intruso, a jovem russa decidiu dar-lhe uma lição: despiu-o, algemou-o a uma cama e obrigou-o, com recurso a comprimidos Viagra, a ser seu escravo sexual durante três dias. Depois de usar e abusar do ladrão, Olga soltou-o e disse-lhe para desaparecer.

PRISÃO PARA AMBOS

Viktor deslocou-se imediatamente ao hospital para tratar os hematomas no pénis e testículos, onde chamou a Polícia e apresentou queixa contra a violadora. Às autoridades, Olga deixou claro: "Quis apenas dar-lhe uma lição. Sim, tivemos sexo umas quantas vezes. Mas, no fim, ainda lhe dei dinheiro e ofereci-lhe um par de calças de ganga novas", lê-se na edição de hoje do jornal inglês "Daily Mirror".

Resultado: o homem acabou por ser preso por tentativa de roubo e a mulher também  foi detida por tortura e sequestro.   

*Informações Expresso

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização