Achocolatado vem de vacas marrons, acreditam 7% dos americanos

Insana

18 de junho de 2017 09:40

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Bolo de 106 anos é encontrado na Antártida em ótimo estado

Família interrompe velório após achar que morto estava vivo

Rejeitado até na igreja, homem é velado em praça pública

Chinês viaja com braços do irmão em bagagem
Baleia deixa feridos ao avançar em embarcação na Austrália
Carro ‘voa’ cerca de 40 metros em acidente
Britânico comanda cargueiro embriagado e é suspenso
/Foto: Reprodução/Flickr/Alvin Smith
PUBLICIDADE

Uma pesquisa online encomendada pelo Centro Americano de Inovação sobre Laticínios concluiu que 48% da população adulta americana não tem certeza de onde vem o leite. Além disso, 7% das pessoas afirmaram acreditar que o leite achocolatado vem exclusivamente de vacas marrons.

A pesquisa foi conduzida pela Edelman Intelligence a pedido do Centro Americano de Inovação sobre Laticínios para a campanha "Undeniably Dairy", que tem o objetivo promover o consumo e conhecimento sobre laticínios nos Estados Unidos. Para o estudo, mil americanos adultos, de todos os 50 estados do país, responderam a uma pesquisa online entre 5 e 9 de maio de 2017.

Apesar de demostrarem desconhecimento sobre a origem do leite, os americanos são grandes consumidores do produto. O estudo apontou que 9 em cada 10 americanos consomem laticínios toda semana e um quarto dos americanos já foi ao mercado antes das 6h da manhã só para comprar leite. Além disso, 63% dos participantes da pesquisa afirmaram que preferem ficar em casa tomando leite e comendo cookies em uma sexta-feira à noite do que sair de casa.

Com informações do G1

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização