X
aRede aRede
(X)
Publicidade

Cotidiano

Petrobras é investigada por propinas entre os anos de 2009 a 2014 Foto: Agência Brasil
João Vitor Rezende | Cotidiano | 05/12/2018 as 13:33h

Lava Jato investiga propinas de US$ 31 mi

Esquema corrupto que atuava na área de trading da Petrobras é investigado na 57ª fase da Operação

A 57ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Sem Limites, deflagrada nesta quarta-feira (5) pela Polícia Federal, investiga o pagamento de pelo menos US$ 31 milhões em propinas para operadores e então funcionários da Petrobras, entre os anos de 2009 a 2014. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), essas propinas foram desembolsadas por “grandes empresas do mercado de petróleo e derivados – conhecidas como tradings”.

Entre as empresas, estão a Vitol, Trafigura e Glencore. Segundo as investigações, há suspeita de que, entre 2011 e 2014, elas fizeram pagamentos de propinas nos valores de US$ 5,1 milhões, US$ 6,1 milhões e US$ 4,1 milhões, respectivamente, “relacionadas a mais de 160 operações de compra e venda de derivados de petróleo e aluguel de tanques para estocagem”.

“As provas apontam que havia um esquema em que empresas investigadas pagavam propina a funcionários da Petrobras para obter facilidades, conseguir preços mais vantajosos e realizar contratos com maior frequência”, diz o MPF.

“Os subornos beneficiavam funcionários da gerência executiva de Marketing e Comercialização, subordinada à Diretoria de Abastecimento. As operações de trading (compra e venda) e de locação que subsidiaram os esquemas de corrupção foram conduzidas pelo escritório da Petrobras em Houston, no estado do Texas, nos Estados Unidos, e pelo centro de operações no Rio de Janeiro”, acrescenta.

A procuradora da República Jerusa Burmann Viecili, que integra a força-tarefa Lava Jato no MPF em Curitiba, informou que “as operações da área comercial da Petrobras no mercado internacional constituem um ambiente propício para o surgimento e pulverização de esquemas de corrupção, já que o volume negociado é muito grande e poucos centavos a mais, nas negociações diárias, podem render milhões de dólares ao final do mês em propina”.

As tradings investigadas comercializam de modo maciço e recorrente com a Petrobras, no mercado internacional. “Somente a Trafigura, entre 2004 e 2015, realizou cerca de 966 operações comerciais com a Petrobras, as quais totalizaram o valor de aproximado de US$ 8,7 bilhões”, diz o MPF.

O procurador da República Athayde Ribeiro Costa ressalta que “trata-se de esquema criminoso praticado ao longo de anos, com envolvimento de empresas gigantes de atuação internacional, parte delas com faturamento maior que o da própria Petrobras. Foram corrompidos funcionários da estatal, com evidências de que ao menos dois ainda estão em exercício, para que as operações de compra e venda de derivados de petróleo favorecessem estas empresas. Os ilícitos estão sujeitos a punições no Brasil e no exterior”.

Os policiais federais cumprem, desde as primeiras horas da manhã de hoje, 11 mandados de prisão, todos em endereços no Rio de Janeiro, e 26 de busca e apreensão.

A Agência Brasil tentou contato, sem sucesso, com a Vitol, Trafigura e Glencore. A reportagem aguarda resposta da assessoria de imprensa da Petrobras.

Lava Jato prende seis no Brasil e emite alertas para Interpol

A Polícia Federal (PF) já cumpriu seis dos 11 mandados de prisão que constam na 57ª da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã de hoje (5). Três dos mandados são contra pessoas que estão no exterior, e foram emitidos alertas para a Interpol incluí-los na lista de procurados. Entre elas está um funcionário da Petrobras que atua em Houston, nos Estados Unidos.

Outro mandado de prisão é contra um funcionário da Petrobras que continua na ativa em um dos edifícios da empresa no Rio de Janeiro. Seu mandado não pôde ser cumprido porque ele se encontra internado há três dias, em um hospital da cidade.

Com informações da Agência Brasil


Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ponta Grossa 16/01/2019 ás 18:42h
ao vivo 16/01/2019 ás 18:28h
Ponta Grossa 16/01/2019 ás 18:19h
ao vivo 16/01/2019 ás 17:17h
Campos Gerais 16/01/2019 ás 16:28h
Ponta Grossa 16/01/2019 ás 16:09h
Publicidade

VÍDEOS

Esporte | 16/01/2019 ás 15:53h

Procura intensa por ingresso esgota meia-entrada

Ponta Grossa 15/01/2019 ás 19:30h
Ponta Grossa 15/01/2019 ás 11:46h
Publicidade

PONTA GROSSA

Ponta Grossa | 16/01/2019 ás 15:23h

Saúde renova frota de veículos para atendimentos

Ponta Grossa 16/01/2019 ás 15:02h
Ponta Grossa 16/01/2019 ás 11:40h
Ponta Grossa 16/01/2019 ás 11:13h
Publicidade

COTIDIANO

Cotidiano | 16/01/2019 ás 16:01h

Bandidos tentam assaltar delegada da PF e um é baleado

Cotidiano 16/01/2019 ás 13:09h
Cotidiano 16/01/2019 ás 11:55h
Cotidiano 16/01/2019 ás 10:55h
Publicidade

CAMPOS GERAIS

Campos Gerais | 16/01/2019 ás 13:41h

Ação rápida da PM garante prisão de ladrões de mercado

Campos Gerais 16/01/2019 ás 09:25h
Campos Gerais 15/01/2019 ás 20:51h
Campos Gerais 15/01/2019 ás 16:22h
Campos Gerais 15/01/2019 ás 14:27h
Publicidade

MIX

Mix | 16/01/2019 ás 10:40h

BBB19 estreia com a pior audiência da história

Publicidade

ESPORTE

Esporte | 16/01/2019 ás 09:41h

Operário inicia venda de ingressos para a estreia

Publicidade

INSANA

Insana | 15/01/2019 ás 13:10h

Homem faz desafio 'Bird Box' em linha férrea

Insana 10/01/2019 ás 14:09h
Publicidade

VAMOS LER

Vamos Ler | 06/12/2018 ás 13:14h

Alunas realizam entrevistas durante premiação em Castro

AGRONEGÓCIO

Agronegócio | 15/01/2019 ás 20:05h

Fesuva terá espaço maior para expositores e público

Publicidade

ROMULO CURY

ao vivo | 16/01/2019 ás 18:28h

Pista de caminhada é alternativa de lazer

BOM DIA ASTRAL

Bom Dia Astral | 16/01/2019 ás 00:48h

Confira seu horóscopo para esta quarta-feira (16/01)

EMPREGOS

Empregos | 16/01/2019 ás 00:51h

Vagas na agência do Trabalhador para esta quarta (16/01)

Publicidade

MAIS LIDAS

Ponta Grossa | 14/01/2019 ás 14:27h

Mulher fica em estado grave após ser apedrejada

Ponta Grossa 10/01/2019 ás 15:58h
Ponta Grossa 10/01/2019 ás 12:07h
Campos Gerais 15/01/2019 ás 08:30h
Cotidiano 14/01/2019 ás 10:40h
Publicidade
Publicidade