Nasa lança satélite meteorológico de nova geração

Cotidiano

20 de novembro de 2017 13:00

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Secretaria alerta para acidentes com arraias e bagres

Paccar Parts apresenta a promoção 'A Hora é Agora'

Novo BMW X5 M chega ao Brasil no primeiro trimestre

Ambev coleta 6,3 milhões de garrafas retornáveis no PR
Adolescente morre atingido por tiro onde Bope faz operação
Passageiro de caminhão morre após tombamento na BR-277
Cinco pessoas morrem em grave acidente na BR-277
O satélite foi lançado em um foguete Delta II a partir da Base Vandenberg da Força Aérea, da Califórnia/Foto: Divulgação AFP/
PUBLICIDADE

O JPSS-1 orbitará a Terra 14 vezes por dia, de um polo a outro, a 824 quilômetros da superfície terrestre

Um satélite de nova geração para monitorar o clima ao redor do mundo e melhorar os prognósticos meteorológicos foi lançado neste sábado (18) pela Nasa após diversos adiamentos.

O satélite, chamado Sistema de Satélite Polar Conjunto 1 (JPSS-1), é um projeto conjunto da agência espacial americana Nasa e da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), que gera informes e prognósticos meteorológicos.

O satélite foi lançado em um foguete Delta II a partir da Base Vandenberg da Força Aérea, da Califórnia, à 01H47 da madrugada (07H47 no horário de Brasília) deste sábado.

Orbitará a Terra 14 vezes por dia, de um polo a outro, a 824 quilômetros da superfície terrestre, "proporcionando uma cobertura global completa duas vezes ao dia", disse a Nasa.

"O satélite é o primeiro de uma série de quatro satélites meteorológicos operacionais de nova geração da NOAA, o que representa grandes avanços nas observações destinadas a prognósticos meteorológicos e no intenso monitoramento ambiental", informou.

O JPSS-1 "possui uma série de dispositivos avançados desenhados para realizar medições globais das condições atmosféricas, terrestres e marítimas, desde as temperaturas na superfície terrestre do mar, cinzas vulcânicas, intensidade dos furacões e muitas outras", acrescentou a NASA.

Além disso, quatro satélites em miniatura, chamados 'CubeSats' (satélites em forma de cubo), serão lançados ao espaço com essa mesma missão.

Esses 'CubeSeats' pertencem a quatro universidades americanas e entrarão em órbita quando o satélite for liberado no espaço, indicou a NASA.

Duas tentativas prévias de lançamento desse satélite de nova geração tinham sido canceladas, uma por forte ventania e outra por problemas técnicos.

Informações MSN Notícias 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização