Deputado quer criar semana de valorização do heterossexual

Cotidiano

14 de novembro de 2017 08:32

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Prazo para usar Nota Paraná no IPVA acaba no dia 30

Deputado caçoa de projeto e descobre que é o próprio autor

Sicredi conquista 5º lugar no ranking dos '500 Maiores do Sul'

Atentado suicida deixa pelo menos 50 mortos na Nigéria
PF deflagra nova fase da Operação Lava Jato
Estado homenageia mulheres que promovem igualdade racial
Huck encomenda pesquisas para medir intenções de voto
Rodrigo Delmasso (Podemos), apresentou a proposta na Câmara Legislativa do Distrito Federal/Foto: Divulgação/
PUBLICIDADE

O deputado que também é pastor, escolheu a terceira semana de junho para homenagear os “princípios da cultura heterossexual, sendo um marco para a sociedade celebrar valores de família”

O deputado distrital e presidente da Frente Parlamentar Evangélica, Rodrigo Delmasso (Podemos), apresentou uma proposta na Câmara Legislativa do Distrito Federal, na última terça-feira (7), de criação da “Semana de Difusão da Cultura Heterossexual”.

O projeto de lei 1.813/2017, de autoria do parlamentar, que também é pastor da Igreja Sara Nossa Terra, tem o objetivo de “resguardar direitos e garantias aos heterossexuais”. Segundo o texto da proposta, ”no momento em que [pessoas homoafetivas] discutem preconceito contra homossexuais, acabam criando outro tipo de discriminação, contra os heterossexuais. Além disso, o estímulo da ideologia gay supera todo e qualquer combate ao preconceito”. O deputado escolheu a terceira semana de junho para homenagear os “princípios da cultura heterossexual, sendo um marco para a sociedade celebrar valores de família”.

O projeto segue agora para a análise da Comissão de Direitos Humanos. O presidente da comissão, Ricardo Vale (PT), criticou o projeto afirmando que, além de “conservador”, ele é muito ruim” e “desnecessário à luta pela igualdade entre os povos”. “Eu não conheço ninguém que já tenha sofrido preconceito, apanhado ou sido morto por ser heterossexual”, diz. Apesar de afirmar que vai fazer de tudo para encerrar a tramitação da proposta na comissão, o deputado acredita que ela tenha boas chances de passar na Câmara Distrital devido à grande presença de deputados conservadores. “Não podemos aceitar que a sociedade siga esse caminho de intolerância e ódio contra as minorias”, disse Vale. Procurado, Delmasso não quis se posicionar sobre a criação do projeto.

Informações MSN Notícias 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização