TSE lança campanha para acabar com mitos eleitorais

Cotidiano

18 de junho de 2017 19:23

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Grande operação contra o crime é deflagrada no PR

Polícia cria perfil falso e forja encontro para prender foragido

Ação da Guarda Municipal em Curitiba gera polêmica

Recém-nascida tem o braço arrancado por animais
Vaccarezza é preso na Lava Jato e será levado para Curitiba
Planalto irá punir 40 deputados que votaram contra Temer
Identificado suposto autor do atentado em Barcelona
Perfis oficiais do TSE no Facebook e no Twitter tratam de mitos que circulam principalmente em época de eleições | Tânia Rêgo/Agência Brasil/
PUBLICIDADE

Com o objetivo de esclarecer questões sobre o processo de votação, opções de voto e o resultado de uma eleição, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou neste domingo (18) em suas redes sociais a campanha Mitos Eleitorais. O primeiro tema a ser abordado na fanpage, no Facebook e no perfil do tribunal no Twitter será "Votar nulo anula uma eleição?".

A ideia da campanha, que será veiculada este mês e em julho, é desmistificar alguns temas e esclarecer o eleitor brasileiro. Para isso, foram criados nove vídeos de curta duração, animados, com infográficos para as redes sociais.

Os demais temas da campanha são "Voto em branco vai para quem está ganhando?", "Voto em branco é igual a voto nulo?", "É eleito sempre o candidato que possui mais votos?", "Quem não votou na última eleição não pode votar na próxima?", "Depois da eleição é possível saber em quem o eleitor votou?", "Quem é convocado para ser mesário, será convocado sempre?", "Ninguém pode ser preso no dia da eleição?" e "O eleitor pode votar usando a camiseta do seu partido?".

No Twitter do tribunal, o eleitor também pode participar de um jogo para testar seus conhecimentos.

Informações Agência Brasil.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização