Homens atiram contra grupo de crianças e matam garoto de 15 anos

Cotidiano

15 de abril de 2017 07:30

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Prêmio de R$ 130 mi deve gerar grande movimento nas lotéricas

Hospital no Haiti recebe nome de Zilda Arns

Senador apresenta projeto para que bancos abram aos sábados

Ministro Fachin diz que não se pode “demonizar a política”
Comunidade e bombeiros se unem para resgatar égua
Estudante de 15 anos é ferida nas costas em assalto
Prévia da inflação para junho é a menor desde 2006
/Imagem: Banda B
PUBLICIDADE

Ataque deixou outro adolescente de 13 anos de idade ferido. Caso foi registrado na noite de sexta-feira (14)

Um adolescente de 15 anos morreu e outro de 13 foi baleado em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na noite desta sexta-feira (14). Segundo testemunhas, os atiradores chegaram em um Gol branco e abriram fogo contra um grupo que estava na Rua Elizabete Alves Martins, na Vila Joaquina.

“As pessoas me contaram que os bandidos chegaram em um carro e gritaram ‘isso aqui é para vocês’. Em seguida, eles dispararam várias vezes contra quem estava na rua, inclusive muitas crianças. Um menino levou dois tiros na cabeça, enquanto o meu filho foi atingido no queixo. Graças a Deus, a bala pegou de raspão. Mesmo assim, estamos muito assustados”, disse o pai do adolescente de 13 anos baleado no local, em entrevista à Banda B.

O menor foi socorrido e encaminhado ao hospital, em estado grave. Um morador da região relatou ainda que os assassinos chegaram a atirar para o alto quando viram um vizinho aparecer na janela. “Eles queriam intimidar mesmo, nós ficamos com bastante medo. Eu só escutei o carro em alta velocidade e os disparos. Conheço o menino de 13 anos desde que nasceu. Parece que ele saiu com muitos ferimentos, mas vamos torcer para que ele fique bem e dê pistas sobre o que aconteceu”.

De acordo com informações apuradas no local, os criminosos dispararam pelo menos 10 vezes. O corpo do adolescente mais velho foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba e a Polícia Civil deve investigar o caso.

As informações são da Rádio Banda B.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização