Homens atiram contra grupo de crianças e matam garoto de 15 anos

Cotidiano

15 de abril de 2017 07:30

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Briga por ponto de venda termina com homem esfaqueado

PF prende Anthony e Rosinha Garotinho por compra de votos

Em 26 anos, Lei Rouanet injetou R$ 16 bi na economia do Brasil

Ator e cantor David Cassidy morre aos 67 anos
Falhas em hospitais são a segunda causa de morte no país
Certidões de nascimento e casamento sofrerão mudanças
Vídeo mostra pai ouvindo voz da filha pela primeira vez
/Imagem: Banda B
PUBLICIDADE

Ataque deixou outro adolescente de 13 anos de idade ferido. Caso foi registrado na noite de sexta-feira (14)

Um adolescente de 15 anos morreu e outro de 13 foi baleado em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na noite desta sexta-feira (14). Segundo testemunhas, os atiradores chegaram em um Gol branco e abriram fogo contra um grupo que estava na Rua Elizabete Alves Martins, na Vila Joaquina.

“As pessoas me contaram que os bandidos chegaram em um carro e gritaram ‘isso aqui é para vocês’. Em seguida, eles dispararam várias vezes contra quem estava na rua, inclusive muitas crianças. Um menino levou dois tiros na cabeça, enquanto o meu filho foi atingido no queixo. Graças a Deus, a bala pegou de raspão. Mesmo assim, estamos muito assustados”, disse o pai do adolescente de 13 anos baleado no local, em entrevista à Banda B.

O menor foi socorrido e encaminhado ao hospital, em estado grave. Um morador da região relatou ainda que os assassinos chegaram a atirar para o alto quando viram um vizinho aparecer na janela. “Eles queriam intimidar mesmo, nós ficamos com bastante medo. Eu só escutei o carro em alta velocidade e os disparos. Conheço o menino de 13 anos desde que nasceu. Parece que ele saiu com muitos ferimentos, mas vamos torcer para que ele fique bem e dê pistas sobre o que aconteceu”.

De acordo com informações apuradas no local, os criminosos dispararam pelo menos 10 vezes. O corpo do adolescente mais velho foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba e a Polícia Civil deve investigar o caso.

As informações são da Rádio Banda B.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização