Richa autoriza 72 prefeituras a iniciarem financiamento

Cotidiano

20 de março de 2017 16:02

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Guloseimas acabam e Papai Noel é apedrejado e xingado

Confronto termina com suspeito morto em parque

Porto de Paranaguá atinge 50 milhões de toneladas

Repasses aos municípios cresceram 11,2% no Paraná
Professora acusa alunos de tentar envenená-la no Mato Grosso
Temer faz apelo a prefeitos para que apoiem a reforma da Previdência
Paraná ganha voo direto entre Curitiba e Assunção
/Foto: Divulgação/AEN
PUBLICIDADE

Recursos, que somados chegam a R$ 55,85 milhões, são do Sistema de Financiamento dos Municípios, operacionalizado pela Fomento Paraná.

O governador Beto Richa se reuniu nesta segunda-feira (20) com prefeitos de 72 municípios do Paraná, para autorizar os pedidos de financiamentos ao Estado. Os recursos, que somados chegam a R$ 55,85 milhões, são do Sistema de Financiamento dos Municípios, operacionalizado pela Fomento Paraná.

As prefeituras vão usar o dinheiro para obras de infraestrutura e compra de equipamentos. Após a autorização dada pelo governador, os projetos apresentados pelos municípios passarão por avaliação técnica da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e do Paranacidade.

Para Richa, é o investimento nos municípios que vai transformar o Estado. “Sempre tivemos sensibilidade com as demandas que os municípios apresentam, afinal de contas nosso governo tem característica municipalista”, disse. “Já fui prefeito e sei da dificuldade que todos nós enfrentamos por causa da gravíssima crise financeira sem precedentes que derruba de forma brutal as arrecadações”, acrescentou.

O governador também lembrou que o Estado fez o ajuste fiscal, o que dá ao Paraná a possibilidade de fazer repasses aos municípios. “Nosso ajuste já ajudou, no ano passado, o incremento na arrecadação dos municípios na ordem de 20%. O planejamento que aqui fizemos também garantiu em janeiro a transferência de 430 milhões de cota extra de ICMS”, complementou.

Destinação

O prefeito de Jaguariaíva, José Sloboda, pleiteia, junto ao Governo Estadual, R$ 4,5 milhões. O recurso será utilizado para a desapropriação de um terreno, onde vai ser instalado, até o primeiro semestre de 2018, um novo frigorífico para processamento de aves. “O município vai investir apenas R$ 4,5 milhões na desapropriação, mas o grupo que vai montar o frigorífico vai colocar mais 1,5 bilhão. A contrapartida da gente, portanto, é pequena em relação a tudo que vai representar ao município, como geração de 1400 empregos, impostos e renda”, acrescentou.

Infraestrutura

O prefeito de Tamboara, Antonio Carlos Cauneto, solicitou financiamento de R$ 400 mil, que será utilizado para reformas na cidade. “Nós queremos liberar 56 casas populares no município, mas nós só vamos conseguir isso se houver galerias e pavimentação, o que não temos ainda. Por isso, vamos usar esses recursos do governo estadual para construir o que é necessário para a liberação das residências”, disse.

Cauneto também ressaltou a parceria junto ao Estado. “O governador Beto Richa sempre deixa o leque de oportunidades aberto para os prefeitos, sempre deixando portas aberta e isso é importante pra nós”, acrescentou.

O prefeito de Santa Cecília do Pavão, Edimar Santos, disse que os recursos repassados pelo governo estadual são essenciais para o município. “Seria muito difícil fazer as obras que queremos, como colocação de galerias, asfalto e calçadas, se não fosse a ajuda do Estado”. Santos também lembrou da cota extra de ICMS repassada pelo Paraná no início do ano. “Isso nos ajudou muito na recuperação de estradas rurais e na colocação de mais ônibus para o transporte escolar”, contou.

Informações da Agência Estadual de Notícias (AEN).

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização