'Impostômetro' atinge R$ 500 bilhões

Cotidiano

20 de março de 2017 10:29

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Agente penitenciário e policiais são detidos com contrabando

Polícia indicia acusados de matar youtuber por homicídio qualificado

DER contesta alegações do MPF sobre tarifas

Clarão no céu aterroriza moradores da Bahia
Anatel começa a bloquear celulares piratas
Por uma selfie, rapaz quebra dedo de estátua milenar
Empresa lança satélites para testar internet mais rápida
'Placar do imposto' acompanha pagamento de tributos por parte dos brasileiros/Imagem: Arquivo JM
PUBLICIDADE

‘Placar do imposto’ acompanha quanto os brasileiros já pagaram em tributos apenas em 2017

O Impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), marcou hoje (20), às 6h50 da manhã, R$ 500 bilhões já pagos pelos brasileiros em impostos, taxas e contribuições somente neste ano, sem descontar a inflação. Na comparação com o ano anterior, o painel atingiu esse valor no dia 29 de março, ou seja, em 2017 os R$ 500 bilhões foram atingidos nove dias antes de 2016.

Segundo o presidente da ACSP e da Federação da Associação Comercial de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, o aumento de arrecadação de um ano para outro é um incentivo para que o governo federal descarte elevação ou criação de impostos.

“Esse crescimento é sinal de que a recessão perde força e a economia começa a reagir. O controle de gastos e as reformas ajudarão a sanear as contas públicas nos próximos anos. Por isso, vemos como desnecessário qualquer aumento tributário porque retardaria a retomada da economia”, afirma Burti.

O painel foi implantado em 2005 pela ACSP, em sua sede na rua Boa Vista, centro da capital paulista, para conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos melhores. Para ter mais informações sobre os valores arrecadados basta acessar o portal www.impostometro.com.br.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização