aRede aRede aRede
(X)

Cotidiano

| Cotidiano | 20/03/2017 as 09:59h / Imagem: aRede

Preço da refeição deve pesar menos no bolso em 2017

Dados mostram que preço dos alimentos apresentou queda graças à supersafra e desaceleração no preço dos serviços

Com a maior oferta de alimentos graças à supersafra e a desaceleração no preço dos serviços, comer dentro e fora de casa deve subir menos em 2017, garantem especialistas.

Fábio Romão, economista da consultoria LCA, acredita que o preço da alimentação em casa terá uma alta de 4,7%, a menor valor desde 2009. A projeção do economista representa uma desaceleração do ritmo de alta em 32%, já que a alimentação em casa teve alta de 9,36% em 2016, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Ainda não vai compensar as altas anteriores, mas vai desacelerar e se posicionar próximo à inflação, projetada para 4,66%, o que é um ganho importante para o consumidor”, diz.

Já para o preço da alimentação fora de casa, a expectativa da LCA é de alta de 6% em 2017 ante um avanço de 7,22% visto em 2016. A alimentação fora de casa varia mais do que a alimentação em casa porque está ligada não só à oferta de alimentos, mas também ao lazer, ou seja, à decisão de comer na rua.

Em 2015 e 2016, a refeição fora do lar teve uma variação menor de preço do que comer em casa, o que não costuma ser visto.

Segundo Romão, isso ocorreu por causa do momento econômico, que acarretou, entre outros fatores, o encolhimento do mercado consumidor. Nestas condições, os donos de restaurantes não tiveram espaço para mexer nos preços e fizeram até promoções. Em 2017, além da ajuda da safra, é prevista uma estabilização da economia, o que deve fazer com que a alimentação fora de casa retorne à dinâmica “normal”, com os preços variando mais do que a alimentação em casa.

O economista da Infinity Asset, Jason Vieira, alerta que ainda não será visto um processo de deflação nos alimentos, quando há uma queda generalizada de preços, por causa de fatores como a demanda e fenômenos climáticos, que mantêm o preço em alta. Vieira projeta uma alta de 0,28% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em abril e alta de 0,12% no grupo de Alimentos.

A grande questão é se as projeções vão se refletir no prato do consumidor. Para Paula Cavagnari, diretora-presidente Associação das Empresas de Refeição e Alimentação (Assert), o preço médio da refeição completa pode cair após três altas consecutivas.

Pesquisa da Assert mostra que o preço médio da refeição em 2016 foi 8% mais caro que em 2015. “A tendência agora é de queda porque esse 8% é maior que a inflação oficial, de 6,29%, apesar de ter acompanhado o aumento do grupo alimentação”, explica Cavagnari.

No bolso

Em 2016, o consumidor desembolsou, em média, R$ 32,94 por uma refeição completa (prato principal, bebida, sobremesa e café). O valor foi de R$ 30,48 em 2015 e de R$ 27,36 em 2014.

Em algumas cidades, o consumidor pagou bem mais que a média. Foi o caso de Florianópolis (R$ 43,53), Vila Velha (R$ 37,49) e São Luís (R$ 36,96). Paula, da Assert, explica que esse número é composto, entre outros fatores, pelo alto custo da logística, dos alimentos, de vida e aluguel dessas cidades.

Por outro lado, os consumidores de São José dos Pinhais e Uberlândia pagaram mais barato pela refeição: R$ 23,08 e R$ 24,64, respectivamente. O estudo foi feito de 11 a 28 de novembro, em 4.574 estabelecimentos que aceitam vale-refeição.

A pesquisa da Assert, conduzida pelo Instituto Datafolha, também apontou um aumento dos estabelecimentos com autosserviço, o self-service. Em 2016, 58% dos restaurantes pesquisados foram desse tipo, ante 54% em 2015. Paula explica que esse aumento reflete a preocupação dos donos em atender uma clientela que busca preços menores para se alimentar.

O peso da crise no bolso e no prato em 2014 e 2015, porém, não fez com que o consumidor administrassem os gastos na alimentação fora de casa.

Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que uma em cada cinco pessoas que possuem vale restaurante e/ou alimentação não controlam os gastos feitos com essa modalidade. Outros 27% admitem extrapolar o valor antes da recarga da empresa, sendo necessário complementar o total.

O conhecido “VR” deveria ser um aliado do brasileiro, já que dá um alívio ao bolso e permite fácil controle de gastos. A economista-chefe do SPC, Marcela Kawauti, pondera que “o brasileiro tende a deixar de lado o controle financeiro”.

O benefício é viabilizado por meio do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), do Ministério do Trabalho, que complementa a alimentação do trabalhador em parceria com as empresas.

 As informações são da Rádio Banda B.

0 compartilhados

Publicidade

PRINCIPAIS

Cotidiano 25/06/2018 ás 10:27h
Ponta Grossa 25/06/2018 ás 10:27h
Ponta Grossa 25/06/2018 ás 10:12h
Campos Gerais 25/06/2018 ás 10:05h
Cotidiano 25/06/2018 ás 09:50h
Cotidiano 25/06/2018 ás 09:49h
Cotidiano 25/06/2018 ás 09:34h
Cotidiano 25/06/2018 ás 09:16h
Ponta Grossa 25/06/2018 ás 09:01h
Cotidiano 25/06/2018 ás 08:44h
Ponta Grossa 25/06/2018 ás 08:29h
Ponta Grossa 25/06/2018 ás 08:15h
Publicidade

LIVES RECENTES

ao vivo | 22/06/2018 ás 15:21h

Osmar Dias e Pauliki debatem propostas para a região

ao vivo 22/06/2018 ás 14:29h
ao vivo 22/06/2018 ás 08:27h
ao vivo 21/06/2018 ás 15:05h
Publicidade

PONTA GROSSA

Ponta Grossa | 25/06/2018 ás 07:46h

Com tornozeleira, homem é preso com 5 kg de drogas

Ponta Grossa 24/06/2018 ás 13:09h
Ponta Grossa 24/06/2018 ás 11:28h
Ponta Grossa 24/06/2018 ás 10:01h
Ponta Grossa 24/06/2018 ás 09:02h
Ponta Grossa 24/06/2018 ás 08:29h

COTIDIANO

Cotidiano | 25/06/2018 ás 07:36h

Câmara deve apreciar cessão onerosa e Cadastro Positivo

Cotidiano 24/06/2018 ás 21:25h
Cotidiano 24/06/2018 ás 20:27h
Cotidiano 24/06/2018 ás 17:59h
Cotidiano 24/06/2018 ás 09:27h
Cotidiano 24/06/2018 ás 08:05h
Publicidade

VÍDEOS

Ponta Grossa | 24/06/2018 ás 15:39h

Chitãozinho e Xororó farão show em Ponta Grossa

Ponta Grossa 22/06/2018 ás 16:19h
Ponta Grossa 21/06/2018 ás 17:01h

CAMPOS GERAIS

Campos Gerais | 24/06/2018 ás 18:50h

Governadora confirma pavimentação da PR-092

Campos Gerais 24/06/2018 ás 12:05h
Campos Gerais 24/06/2018 ás 11:02h
Campos Gerais 23/06/2018 ás 16:35h
Campos Gerais 23/06/2018 ás 15:53h
Campos Gerais 23/06/2018 ás 15:39h

MIX

Mix | 23/06/2018 ás 09:32h

Alexandre Pires faz show hoje no Centro de Eventos de PG

Mix 23/06/2018 ás 02:05h
Mix 22/06/2018 ás 14:54h
Mix 22/06/2018 ás 02:07h
Mix 21/06/2018 ás 09:51h
Mix 21/06/2018 ás 02:25h

VIDEOS RECOMENDADOS

Publicidade

ESPORTE

Esporte | 25/06/2018 ás 07:28h

No 12º dia de Copa, primeira fase entra na reta final

Esporte 24/06/2018 ás 18:11h
Esporte 24/06/2018 ás 17:31h

INSANA

Insana | 21/06/2018 ás 13:39h

Mulher fica com cabeça presa em escapamento de carro

Insana 21/06/2018 ás 13:14h
Insana 20/06/2018 ás 12:32h
Insana 18/06/2018 ás 09:00h
Insana 15/06/2018 ás 12:47h
Insana 15/06/2018 ás 10:05h
Publicidade

VAMOS LER

Vamos Ler | 23/06/2018 ás 13:02h

Painel e coreografia buscam conscientização em Jaguariaíva

AGRONEGÓCIO

Agronegócio | 24/06/2018 ás 19:34h

La Niña perde força e agricultura terá inverno ‘normal’

Publicidade

ROMULO CURY

RC Coluna | 23/06/2018 ás 00:03h

Coluna RC deste final de semana (23/06)

BOM DIA ASTRAL

Bom Dia Astral | 23/06/2018 ás 01:10h

Bom Dia Astral: Confira seu horóscopo para sábado (23/06)

EMPREGOS

Empregos | 25/06/2018 ás 00:48h

Vagas na Agência do Trabalhador para segunda-feira (25/06)

Publicidade

MAIS LIDAS

Ponta Grossa | 20/06/2018 ás 18:07h

Moradores ‘asfaltam’ rua por contra própria em PG

Ponta Grossa 18/06/2018 ás 17:13h
Cotidiano 19/06/2018 ás 18:00h
Ponta Grossa 18/06/2018 ás 15:11h
Ponta Grossa 22/06/2018 ás 16:13h
Publicidade