Grupo Madero afirma ter ‘denunciado’ escândalo de frigoríficos | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
Grupo Madero afirma ter ‘denunciado’ escândalo de frigoríficos

Cotidiano

17 de março de 2017 16:44

Rodrigo de Souza

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Megaoperação contra pedofilia já prendeu mais de 100

Novo recurso do WhatsApp mostra onde você está

Tiroteio em escola deixa duas crianças mortas e outras feridas

Preço do gás de cozinha salta quase 50%
Sobe para 815 o número de afetados por vendavais no PR
Megaoperação da PF combate pedofilia em todo país
Michel Temer visita hoje o Oeste do PR
/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Presidente da rede de restaurantes, Junior Durski afirma estar “extremamente feliz por ter contribuído” com a PF. Operação Carne Fraca apura fraudes na fiscalização de carnes.

O presidente do Restaurante Madero, Junior Duski, emitiu uma nota durante a tarde de sexta-feira (17) afirmando ter denunciado e colaborado com a Polícia Federal (PF) a respeito das investigações da operação ‘Carne Fraca’. A ação da PF cumpriu 311 mandatos judiciais em sete estados do Brasil e é considerada pela própria polícia como a maior operação já realizada no país. A ‘Carne Fraca’ apura o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos, que permitiam a venda e exportação de carnes vencidas, adulteradas e até mesmo estragadas.

Em nota encaminhada pela assessoria de imprensa, Junior Durski afirmou que se sente “imensamente orgulhoso e feliz” por ter contribuído com o trabalho da Polícia Federal e explicou a citação do Madero no âmbito da operação. Segundo Durski, os funcionários da empresa foram colocados à disposição para depoimentos, que explicavam as extorsões dos fiscais do Ministério da Agricultura junto ao Madero.

“Isto é nosso dever como cidadãos brasileiro, pois ajuda a passar o Brasil a limpo, tornando-o um lugar mais digno e descente para que as nossa crianças cresçam e se alimentem de produtos e conceitos bons”, disse Durski, em nota.

O presidente do Madero ainda afirmou que é preciso ter “muita disposição e coragem” para denunciar e colaborar com a polícia e com a Justiça, principalmente por conta do momento em que o Brasil vive. “Só assim vamos tornar este maravilhoso país um lugar que nos orgulhemos, e que possamos trabalhar cada vez mais com muita força e determinação, fazendo as nossas empresas e o nosso país crescerem cada vez mais”, concluiu.

Confira, na íntegra, a nota oficial encaminhada pelo Restaurante Madero:

“NOTA OFICIAL

Referente a citação do Restaurante MADERO na operação CARNE FRACA, venho, em meu nome e em nome do MADERO, dizer que me sinto imensamente orgulhoso e feliz por ter contribuído com a POLÍCIA FEDERAL, com a nossa disposição e com os nossos depoimentos explicitando as extorsões dos fiscais do Ministério da Agricultura em nossa empresa.

Isto é o nosso dever como cidadãos brasileiros, pois ajuda a passar o Brasil a limpo, tornando-o um lugar mais digno e decente para que as nossas crianças cresçam e se alimentem de produtos e conceitos bons. É no mínimo a nossa obrigação, seja como pais, empresários ou simplesmente como cidadãos brasileiros de bem.

Temos que ter muita disposição e coragem neste momento que o Brasil dá esta virada, denunciando e colaborando com a polícia e com a justiça, sempre que estes bandidos e corruptos batam às nossas portas. Só assim vamos tornar este maravilhoso país um lugar que nos orgulhemos, e que possamos trabalhar cada vez mais com muita força e determinação, fazendo as nossas empresas e o nosso país crescerem cada vez mais.

Junior Durski

Presidente

Restaurante Madero”

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização