PR registra saldo positivo de empregos pelo 2º mês seguido

Cotidiano

17 de março de 2017 14:59

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Decoração deve buscar a identidade do casal

Estado Islâmico planejava atentado na Eurocopa de 2016

Chevrolet confirma que Equinox terá motor 2.0 turbo do Camaro

Sete municípios da região recebem R$ 40,7 mi do Estado
Carro atropela skatistas que participavam de evento em SP
Avião da FAB faz pouso forçado na Base Aérea do Galeão
Sisu inicia chamada de candidatos na lista de espera a partir de amanhã
/Foto: Divulgação/AEN
PUBLICIDADE

Foram 9.962 novos postos de empregos formais, garantindo a 4ª posição no ranking nacional. O número é quase o dobro do saldo registrado em janeiro.

Levantamento de fevereiro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, mostra que a geração de emprego continua a crescer no Paraná. Foram 9.962 novos postos de empregos formais, garantindo a 4ª posição no ranking nacional. O número é quase o dobro do saldo registrado no mês passado: 4.973 empregos.

O resultado é ainda melhor se comparado com igual período do ano passado, quando o saldo foi negativo em -2.050 postos. Além disso, o Estado já soma um saldo de 14.935 postos no acumulado de 2017, que também o coloca em 4º do ranking nacional. No acumulado de janeiro e fevereiro do ano passado (2016), o Paraná era o 9º do país.

“Esse resultado demonstra que o crescimento está se consolidando no Paraná, fruto de um trabalho árduo e contínuo e de decisões acertadas por parte do governador Beto Richa”, avaliou o secretário estadual da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos. Segundo ele, a Secretaria também está colocando em prática políticas que aumentem a captação de vagas e a geração de empregos. “Estamos trabalhando muito para que o resultado continue assim, positivo e crescente”, acrescentou Artagão.

Atividades

Com relação aos setores de atividades, o de Serviços foi o maior destaque, com saldo de 5.532 postos, seguido da Indústria de Transformação com 2.090 postos, Construção Civil com 1.159 postos e a Agropecuária com 763 de saldo neste mês de fevereiro.

“Já podemos observar uma significativa recuperação, principalmente nos setores da Indústria e da Construção Civil, que foram os mais afetados pela crise econômica. Ano passado estes dois setores apresentaram saldo negativo em fevereiro, e em 2017 voltaram a gerar empregos formais e apresentando saldos positivos neste primeiro bimestre”, disse Artagão Junior.

Mais pontos

O aumento aconteceu também na Indústria, o subsetor Têxtil do Estado foi o de maior destaque, registrou saldo de 787 postos formais em fevereiro. No acumulado de 2017, já soma 1.854 postos.

No setor de Serviços os subsetores merecem ser destacados: Ensino com 2.082 postos, seguido dos Serviços de Alojamento, Alimentação e Reparação com 1.543 postos e o de Comércio e Administração e Móveis com 1.197 postos, este com o maior registro no saldo do mês no Estado, com 5.532 postos.

“Do saldo positivo do Estado, 6.537 postos vieram dos municípios com mais de 30 mil habitantes, demonstrando assim a retomada dos empregos formais nos maiores centros urbanos do Paraná, revertendo a tendência de desemprego que se concentrava nestes municípios, especialmente na Capital e nas Regiões Metropolitanas”, ressalta a economista do Observatório do Trabalho, da Secretaria, Suelen Glinski.

Informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização