PR registra saldo positivo de empregos pelo 2º mês seguido

Cotidiano

17 de março de 2017 14:59

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Confronto termina com suspeito morto em parque

Porto de Paranaguá atinge 50 milhões de toneladas

Repasses aos municípios cresceram 11,2% no Paraná

Professora acusa alunos de tentar envenená-la no Mato Grosso
Temer faz apelo a prefeitos para que apoiem a reforma da Previdência
Paraná ganha voo direto entre Curitiba e Assunção
Aposentada registra em papel desejos para leito de morte
/Foto: Divulgação/AEN
PUBLICIDADE

Foram 9.962 novos postos de empregos formais, garantindo a 4ª posição no ranking nacional. O número é quase o dobro do saldo registrado em janeiro.

Levantamento de fevereiro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, mostra que a geração de emprego continua a crescer no Paraná. Foram 9.962 novos postos de empregos formais, garantindo a 4ª posição no ranking nacional. O número é quase o dobro do saldo registrado no mês passado: 4.973 empregos.

O resultado é ainda melhor se comparado com igual período do ano passado, quando o saldo foi negativo em -2.050 postos. Além disso, o Estado já soma um saldo de 14.935 postos no acumulado de 2017, que também o coloca em 4º do ranking nacional. No acumulado de janeiro e fevereiro do ano passado (2016), o Paraná era o 9º do país.

“Esse resultado demonstra que o crescimento está se consolidando no Paraná, fruto de um trabalho árduo e contínuo e de decisões acertadas por parte do governador Beto Richa”, avaliou o secretário estadual da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos. Segundo ele, a Secretaria também está colocando em prática políticas que aumentem a captação de vagas e a geração de empregos. “Estamos trabalhando muito para que o resultado continue assim, positivo e crescente”, acrescentou Artagão.

Atividades

Com relação aos setores de atividades, o de Serviços foi o maior destaque, com saldo de 5.532 postos, seguido da Indústria de Transformação com 2.090 postos, Construção Civil com 1.159 postos e a Agropecuária com 763 de saldo neste mês de fevereiro.

“Já podemos observar uma significativa recuperação, principalmente nos setores da Indústria e da Construção Civil, que foram os mais afetados pela crise econômica. Ano passado estes dois setores apresentaram saldo negativo em fevereiro, e em 2017 voltaram a gerar empregos formais e apresentando saldos positivos neste primeiro bimestre”, disse Artagão Junior.

Mais pontos

O aumento aconteceu também na Indústria, o subsetor Têxtil do Estado foi o de maior destaque, registrou saldo de 787 postos formais em fevereiro. No acumulado de 2017, já soma 1.854 postos.

No setor de Serviços os subsetores merecem ser destacados: Ensino com 2.082 postos, seguido dos Serviços de Alojamento, Alimentação e Reparação com 1.543 postos e o de Comércio e Administração e Móveis com 1.197 postos, este com o maior registro no saldo do mês no Estado, com 5.532 postos.

“Do saldo positivo do Estado, 6.537 postos vieram dos municípios com mais de 30 mil habitantes, demonstrando assim a retomada dos empregos formais nos maiores centros urbanos do Paraná, revertendo a tendência de desemprego que se concentrava nestes municípios, especialmente na Capital e nas Regiões Metropolitanas”, ressalta a economista do Observatório do Trabalho, da Secretaria, Suelen Glinski.

Informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização