aRede aRede aRede
aRede
Professores do PR entram em greve dia 15 de março

Cotidiano

11 de fevereiro de 2017 14:27

Rodrigo de Souza

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Acesso à internet por TV já é maior do que por tablet

Homem erra a mira e acerta dardo no olho da namorada

Paraná promove curso inédito para policiais mulheres

Tecpar inicia venda de novo medicamento para o câncer
Regras de compliance para partidos políticos é aprovada
Google permitirá colocar "data de expiração" de e-mails
Kim Jong-un cruzará a fronteira intercoreana a pé para cúpula
/Foto: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

Assembleia realizada em Maringá (PR) seguiu a recomendação de movimentos nacionais e optou por greve geral. Aulas na rede estadual recomeçam normalmente em 15 de fevereiro.

Os professores da rede estadual de Ensino optaram por uma greve geral da categoria a partir do dia 15 de fevereiro. A decisão foi tomada durante uma assembleia realizada pela APP-Sindicato em Maringá (PR) com representantes de todo o Paraná durante a manhã deste sábado (11). Sendo assim, as aulas, que começam na próxima quarta-feira (15), devem seguir por cerca de um mês até ser interrompida pela greve. A decisão vale para todo o Estado.

A proposta de paralisação geral a partir de 15 de março foi escolhida em meio à outras citadas. Entre elas estava a greve já no dia 15 de fevereiro e a interrupção de trabalhos no dia 22 de fevereiro – as duas foram derrotadas em assembleia.

De acordo com a APP-Sindicato, cerca de 3 mil professores participaram da decisão. A categoria reclama de uma série de medidas tomadas pelo governo do Estado, como a redução da hora-atividade, o sistema de distribuição de aulas e o atraso para o pagamento do reajuste salarial.

Em nota, o governo do Paraná lamentou a decisão e afirmou que, caso haja paralisação, irá descontar dos salários dos professores que optarem pela greve. Segundo o comunicado, a decisão “prejudica mais de um milhão de alunos da rede pública estadual e suas famílias. As últimas paralisações deixaram prejuízos próximos a cem milhões de reais, em contratações de temporários para reposição, merenda estragada e transporte escolar fora do período letivo tradicional”.

A escolha do dia 15 de março para o início da greve está baseada em um direcionamento da  Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que decidiu a data para iniciar uma greve geral da categoria. Dentre as reivindicações está a posição contrária à Reforma Previdenciária.

PUBLICIDADE
MIX - 26/04/2018 02:23h

Renan pede Beth em casamento

Clara se diverte com Gael durante um passeio. Patrick afirma a Clara que, com as informações que re...

 
0
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização