Polícia Científica do Paraná abre concurso público

Cotidiano

11 de janeiro de 2017 08:35

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

PR registra 60 mil divórcios nos últimos 10 anos

Temer anuncia R$ 12 bi para pré-custeio da safra agrícola

Jovem é encontrado morto na BR-476

PRF apreende 45 mil carteiras de cigarro
Morre pai que se afogou com o filho no Litoral
Mãe e padrasto serão denunciados pelo MP
Inep divulga resultado com as notas individuais do Enem
Concurso da Polícia Científica recebe inscrições a partir do dia 17/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Concurso da Polícia Científica do Paraná recebe inscrições entre 17 de janeiro e 23 de fevereiro.

A Polícia Científica do Paraná está com concurso público aberto para contratação de profissionais para os cargos de perito oficial (nível superior) e de agente auxiliar de perícia oficial (nível médio). As inscrições poderão ser feitas no período de 17 de janeiro a 23 de fevereiro. O valor da taxa de inscrição é de R$ 80,00, para os candidatos de nível médio, e de R$ 140,00, para os de nível superior. 

São 54 vagas iniciais, para as funções de médico-legista, odontologista, químico-legal, toxicologista e perito criminal, esta última abrangendo várias áreas do conhecimento (todos estes peritos oficiais), além das funções de auxiliar de perícia e auxiliar de necropsia (que são agentes auxiliares de perícia oficial). 

A remuneração inicial para o cargo de nível superior é de R$ 9.264,57. Já a remuneração para o cargo de nível médio é de R$ 3.163,35. A jornada de trabalho, para todas as funções, é de 40 horas semanais, com exceção do médico-legista, que tem carga de 20 horas semanais. 

“O Governo do Paraná demonstra, mais uma vez, planejamento para continuar investindo, mesmo em um momento delicado da economia brasileira. A contratação de mais profissionais para a Polícia Científica é necessária e vai ajudar a recompor o efetivo da categoria”, disse o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita. 

O último concurso público para a Polícia Científica do Paraná foi realizado no ano de 2007. “A realização de um novo concurso público era uma demanda antiga, que agora está sendo atendida, e faz parte de um dos grandes eixos que defini para a minha atuação como gestor”, afirmou o diretor-geral da Polícia Científica, Hemerson Bertassoni. 

 

Etapas

O concurso público será composto de prova objetiva e discursiva de caráter eliminatório e classificatório; avaliação de títulos de caráter classificatório; e avaliação psicológica de caráter eliminatório. As provas objetiva e discursiva ocorrem dia 26 de março. 

O concurso tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. Desta forma, além das vagas iniciais em aberto, existe a possibilidade de chamamento de mais candidatos, conforme outras vagas sejam autorizadas, criadas ou venham a vagar durante o período de validade do processo. 

A instituição de ensino responsável pela execução do concurso público, após realização de processo licitatório, é o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). Outras informações sobre o concurso podem ser obtidas em: www.ibfc.org.br/concurso/concurso_selecionado/303.

 

Paraná Seguro

A contratação de novos profissionais que integram o quadro de servidores da Segurança Pública do Paraná faz parte do programa Paraná Seguro. O programa já contratou mais de 10,8 mil policiais, entre civis e militares, além do chamamento de agentes para o Departamento Penitenciário (Depen). Também foram realizados Processos Seletivos Simplificados (PSS), para a recomposição temporária na Polícia Científica e no Depen. 

O Paraná Seguro também abrange a aquisição de novas viaturas e de equipamentos para as forças de segurança, bem como construção de estruturas, como batalhões, delegacias e sedes para o Instituto Médico-Legal (IML). Já foram inauguradas as sedes do IML em Paranaguá e Maringá. As novas unidades do IML de Curitiba e de Londrina estão com obras em andamento. 

Um dos fatores que possibilita o chamamento de mais profissionais para a Polícia Científica foi a autorização do governador Beto Richa, neste mês, para a implantação de progressões e promoções dos servidores estaduais que a elas tiveram direito até dezembro de 2016, a partir da folha de pagamento de janeiro. Desta forma, vagas ficam em aberto na classe de entrada de cada profissional. 

Estão programados para este mês, entre progressões e promoções, mais de 90 mil atos que se estenderão por todas as secretarias. A progressão, no serviço público, é a mudança de uma referência salarial para outra imediatamente superior, obedecidas as condições previstas em legislação específica, própria da carreira a que pertence o servidor. 
A promoção é a elevação do servidor à classe/nível imediatamente superior àquela a que pertence, também obedecidas as condições previstas na legislação específica de cada carreira.

As informações são da AEN.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização