Richa anuncia R$ 3,2 milhões para hospital de Castro

Campos Gerais

10 de outubro de 2017 17:00

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Receita divulga regras para envio da declaração do IR

Caminhão sem freio atropela operários na PR-151

Polícia recaptura um fugitivo da cadeia de Rebouças

Teatro da Paixão de Irati terá ato da Ressurreição
Mulher denuncia idoso por abusar da neta de um ano
Trio aterroriza clientes de lanchonete em assalto
Homem anuncia assalto após pedir copo d’água
Dinheiro se destina a equipamentos e materiais para o Hospital Anna Fiorillo Menarim, que pertence ao município. Serão reabertos nove leitos de UTI e o centro cirúrgico e ampliados os serviços da clínica cirúrgica e do centro obstétrico/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O governador Beto Richa anunciou nesta terça-feira (10) a liberação de R$ 3,2 milhões para o Hospital Anna Fiorillo Menarim, de Castro, nos Campos Gerais. A unidade, que pertence ao município, vai poder estruturar e ampliar o atendimento, com mais equipamentos e materiais médicos. O anúncio foi feito durante a inauguração de obras no hospital.

Nos últimos quatro anos a unidade vinha atendendo somente com clínica médica e maternidade (que foi reaberta em abril do ano passado). Com o aporte do Governo do Estado, os demais serviços serão retomados. Richa destacou que será possível a reabertura de leitos de UTI e do centro cirúrgico e a ampliação dos serviços da clínica cirúrgica e do centro obstétrico.

“Além dos recursos anunciados hoje, o Estado destinou, em fevereiro, R$ 877 mil também para equipamentos. Portanto, são R$ 4 milhões investidos no Hospital, somente neste ano”, disse o governador. Ele também ressaltou que, desde 2011, foi destinado R$ 1,5 milhão para custeio da unidade, dentro do programa do Estado de apoio a hospitais públicos e filantrópicos.

REFORÇO – O hospital passará de 40 para 129 leitos - nove de UTI, 60 de internação clínica e cirúrgica, 30 de obstetrícia e 30 de pediatria. Também serão adquiridos tomógrafo, ultrassom morfológico, arco cirúrgico, autoclave e sistema de videolaparoscopia, que vão ampliar o atendimento. Com isso, a unidade atenderá também os moradores dos municípios de Sengés, Arapoti, Piraí do Sul, Jaguariaíva e Carambeí. "Vamos comprar os restantes dos equipamentos que ainda faltam para o nosso hospital e restabelecer o atendimento pleno”, disse o prefeito de Castro, Moacyr Fadel.

ESTRATÉGICO - A importância estratégica do hospital para a região foi destacada pelo secretário da Saúde, Michele Caputo Neto. Ele lembrou que o município  fez uma parceria com a Cruz Vermelha para a gestão e gerência da instituição. “O que o Governo do Estado está fazendo é estruturar a área de urgência e emergência, centros cirúrgicos e UTIs. Com isso, vamos poder praticamente dobrar a ajuda para custeio da unidade. Com essa parceria entre o município e a Cruz Vermelha, o hospital terá uma expertise e retaguarda importantes”, disse Caputo. “O governo estadual sabe da importância de se investir nos municípios, porque a saúde garante o desenvolvimento sustentável”, afirmou.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade  o presidente da Cruz Vermelha do Paraná, Antonio Fortunato Junior; o diretor-geral do hospital de Castro, Thiago Augusto Silvério; o deputado estadual Plauto Miró e o deputado federal Sandro Alex.BOX 1Estado levará aos Campos Gerais o serviço de atendimento aeromédicoNa solenidade em que confirmou recursos para o hospital de Castro, o governador Beto Richa também anunciou para breve a publicação de edital para licitação de um helicóptero que fará o atendimento aeromédico na região dos Campos Gerais. “A região vai receber esse serviço, que já salvou milhares de pessoas em todo o Paraná”, disse o governador. Com o serviço, helicópteros e aeronaves do Governo do Estado prestam atendimento a pessoas em situação de urgência e emergência e também fazem o transporte de órgãos para transplante.

Já existem bases em Curitiba, Cascavel, Londrina e Maringá. Mais de oito mil pessoas foram atendidas no Estado. “Os helicópteros são tão bem equipados que não perdemos sequer uma vida durante o transporte”, ressaltou o governador. Ele também destacou que o transporte aéreo de órgãos colaborou para que o Estado passasse da décima para a segunda colocação no ranking dos Estados que mais realizam transplantes no Brasil.BOX 2Pavimentação, gás canalizado, viaturas e ambulânciasOs investimentos em saúde se somam a outros aportes financeiros e melhorias feitas pelo Estado em Castro. “São recursos para pavimentação de ruas e canalização de gás natural, que permitiu a instalação de grandes indústrias, como a Carggil e Evonik, que geram emprego e riqueza”, destacou o governador.

Também foram repassados ambulâncias, recursos para transporte sanitário, equipamentos para unidades de saúde e viaturas policiais. “Isso no meio de uma crise nacional, o que prova que nossas medidas de ajuste fiscal deram certo. Hoje o Paraná inteiro colhe frutos. A maioria das administrações públicas reduziram investimentos. O Paraná ampliou”, afirmou Richa.

*Informações Agência Estadual de Notícias

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização