aRede aRede aRede
aRede
Feira das Malhas de Imbituva começa nesta quinta-feira

Campos Gerais

19 de abril de 2017 22:29

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Gestante de Reserva morre no HU após aborto

Helicóptero resgata gestante após aborto em Reserva

Parque Histórico se prepara para Semana Nacional de Museus

Capela Senhor Bom Jesus será reinaugurada neste sábado
Cobrança de dívida acaba em morte de adolescente
Parque dos Campos Gerais pode custar R$ 2 bi à União
Caminhão carregado com milho pega fogo
/
PUBLICIDADE

Começa nesta quinta-feira, na região dos Campos Gerais, a maior feira da moda tricot no Paraná. Realizada no Pavilhão Francisco Barros, a Feira de Malhas de Imbituva reúne mais de 20 malharias, que irão apresentar as últimas tendências da moda outono/inverno. A cerimônia de abertura está marcada para este dia 20, e o evento segue até o dia 14 de maio, com o horário de atendimento das 9h às 20 horas nos dias de semana e, nos fins de semana, até as 20h30. 

Com a perspectiva de atrair cerca de 65 mil visitantes de todo o país durante as três semanas e meia da realização, a feira movimenta a cidade, gerando negócios na economia regional. Segundo a organização, somente em empregos diretos e indiretos, neste período são mais de 150 gerados. 

Em relação às vendas, como explica o presidente da Associação das Malharias de Imbituva, Verli Moleta, a perspectiva é de que haja um incremento, principalmente em função do clima mais ameno previsto, podendo superar a marca de 300 mil peças comercializadas. “Está todo mundo preparando. Esperamos muitas vendas, ainda mais com o frio que está fazendo e esse ano, a previsão é de inverno mais rigoroso. Nossa expectativa é comercializar 10% a mais do que vendemos em 2016” destaca.

“A proposta da 33º Feira de Malhas de Imbituva é oferecer uma diversidade de peças que encaixem em diferentes estilos, ou seja, mostrar que o tricot pode fazer parte do guarda roupa de todo mundo”, avalia Aruana Aleixo, do blog Tudo em Dose Dupla.


Diversidade

As malharias usaram como conceito a diversidade e pensaram em peças para agradar tanto quem é antenado na moda, quanto aqueles que preferem o estilo mais básico. Do casual ao elegante a intenção foi mostrar como a moda tricot é democrática. “As peças estão bem variadas, desde as mais básicas e casuais até as mais elegantes e fashion, a paleta de cores, recortes e estampas também estão muito bonitas, oferecendo várias opções”, completa Aruana

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização