Equipes emergenciais trabalham nas estradas de Castro

Campos Gerais

17 de fevereiro de 2017 14:59

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Hospital Regional ganha equipamento para tratamento de câncer de mama

Polícia encontra ‘arsenal’ com suspeito de violência doméstica

Homem é morto com tiro na cabeça durante visita à família

Casal é preso com armas, munições e carro roubado
Fantasias épicas marcam 1ª Feira Medieval da região
Batida entre carro e caminhão deixa dois mortos na região
PM prende dupla que roubou ônibus em Castro
PUBLICIDADE

Prefeitura instaurou duas novas equipes para auxiliar em serviços que melhorem as estradas rurais do município.

Duas equipes de serviços móveis de emergência foram criadas nesse mês de fevereiro pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Logística para trabalhar no interior do Município.

Trata-se da implantação de pessoal e maquinários para atuar na melhoria das condições de trafegabilidade das estradas rurais de Castro, principalmente em relação aos danos causados pelas fortes chuvas do período de verão e que, em alguns pontos, acabam impedindo o trânsito de veículos.

De acordo com o diretor de Vias Rurais da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Logística, Neri Anacleto, cada equipe de emergência é formada com estrutura de uma pá carregadeira, uma retroescavadeira e dois caminhões para o transporte de cascalho. “Nesse momento, essas equipes foram formadas exclusivamente para atacar os pontos mais críticos do município e onde houver interrupção do tráfego, com prioridade para as linhas de transporte escolar”, explica.

O trabalho de uma das equipes está se concentrando inicialmente na região do Guararema. Até agora já foram 15 quilômetros de serviços de cascalhamento, limpeza de bueiros e patrolamentos. Estradas nas comunidades de São Sebastião, Terra Nova e Marmeleiro também estão recebendo os trabalhos de readequação. Neri ressalta ainda que além dos serviços emergenciais, há ainda o trabalho normal em trechos do interior, como a estrada do Tabor, que já teve 20 quilômetros patrolados, cascalhados e drenados. “Estamos com 70% desse serviço concluído e temos a previsão de término em 15 dias, se o tempo ajudar”, comenta.

Informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização