Previs?o do tempo
   
Hospital de Telêmaco será entregue no 2° semestre de 2017

Campos Gerais

10 de janeiro de 2017 18:00

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Campos Gerais pode registrar temporal nesta quarta-feira

Homem é morto a golpes de machado enquanto dormia

Animal cruza rodovia e caminhão tomba na BR-373

Homem morre afogado ao armar redes de pesca em Palmeira
Jovem morre em acidente no interior de Prudentópolis
OAB amplia debate sobre alterações na Escarpa Devoniana
Bailarinas de Tibagi se apresentam em Joinvile
/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Instituição de saúde faz parte de uma das 13 grandes obras do Paraná Edificações neste ano.

Até o final de 2017, 13 obras gerenciadas pela Paraná Identificações devem ser entregues à população paranaense. Somadas, elas representam R$ 110 milhões de investimentos feitos pelo Governo do Paraná. Ainda no primeiro semestre, está prevista a conclusão da nova sede do Instituto Médico Legal (IML) em Curitiba; da Delegacia Cidadã de Matinhos; da reforma do Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), em Piraquara; e do Monumento Salto São João, em Prudentópolis.

O CPPI de Piraquara é uma referência nacional na produção de soros e antígenos. O prédio passa por reparos nas áreas internas e externas, além de melhorias no calçamento, iluminação e parte hidráulica. A Delegacia Cidadã de Matinhos vai proporcionar um novo modelo de atendimento em segurança pública na cidade e conta com uma área construída de 1,3 mil metros quadrados. A conclusão das duas obras está prevista para março.

A nova sede do IML de Curitiba fica no bairro do Tarumã e conta com uma área construída de 6,8 mil metros quadrados. A previsão é de que a obra seja entregue em junho. No mesmo mês, está prevista a conclusão dos trabalhos no Monumento Salto São João, uma queda-d'água de 84 metros no meio da mata, em Prudentópolis. No local foi construída uma trilha, um centro de visitantes, estacionamento e um mirante.

Segundo Semestre

Outras nove obras estão programadas para o segundo semestre. O Anexo da Mulher no Hospital do Trabalhador, em Curitiba; a delegacia de Fazenda Rio Grande; a delegacia de Pinhais; o novo IML de Londrina; o Centro de Especialidades Médicas de Guarapuava, o Centro de Socioeducação e o Centro Nacional de Treinamento de Atletismo, ambos em Cascavel; o Hospital Regional de Telêmaco Borba; e a Cadeia Pública de Campo Mourão.

Segundo o diretor-geral, Roberto Marangon, algumas obras estão com mais de 90% de execução concluída, como o CPPI, em Piraquara. “Fazemos um acompanhamento minucioso de todas as fases para ter a certeza de que o projeto seja entregue da maneira correta. Todas essas obras são muito importantes para a população do Paraná”, explica o dirigente.

Histórico

Desde que foi criada, há quatro anos, a Paraná Edificações acompanhou cerca de R$ 550 milhões em obras e projetos de prédios públicos, reformas, ampliações e construções de novos hospitais, centros de apoio e delegacias. Somente em 2016, foram concluídas 46 obras e 30 projetos com investimento superior a R$ 52 milhões. As principais ações foram nas áreas da segurança, saúde e infraestrutura.

A Paraná Edificações atua no apoio e na elaboração de estudos de viabilidade e termos de referência de projetos, além de realizar a licitação e contratação de projetos, obras e serviços de engenharia. O órgão também atua na fiscalização, monitoramento e recebimento de projetos, obras e serviços de engenharia da administração direta e autárquica do Estado do Paraná.

Informações da AEN.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização