Hospital de Telêmaco será entregue no 2° semestre de 2017

Campos Gerais

10 de janeiro de 2017 18:00

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Parceria garante R$ 870 mil para saneamento básico em Castro

PM recupera moto roubada e detém três suspeitos

Motociclista sofre queda e é atropelado na BR-376

PRF recupera caminhão carregado com diesel na BR-376
Pilha de madeira desaba e mata trabalhador em Telêmaco Borba
Após tentativa de fuga, Choque faz ‘bate-grade’ em cadeia
Secretário de Estado da Segurança recebe representantes de Tibagi
/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Instituição de saúde faz parte de uma das 13 grandes obras do Paraná Edificações neste ano.

Até o final de 2017, 13 obras gerenciadas pela Paraná Identificações devem ser entregues à população paranaense. Somadas, elas representam R$ 110 milhões de investimentos feitos pelo Governo do Paraná. Ainda no primeiro semestre, está prevista a conclusão da nova sede do Instituto Médico Legal (IML) em Curitiba; da Delegacia Cidadã de Matinhos; da reforma do Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), em Piraquara; e do Monumento Salto São João, em Prudentópolis.

O CPPI de Piraquara é uma referência nacional na produção de soros e antígenos. O prédio passa por reparos nas áreas internas e externas, além de melhorias no calçamento, iluminação e parte hidráulica. A Delegacia Cidadã de Matinhos vai proporcionar um novo modelo de atendimento em segurança pública na cidade e conta com uma área construída de 1,3 mil metros quadrados. A conclusão das duas obras está prevista para março.

A nova sede do IML de Curitiba fica no bairro do Tarumã e conta com uma área construída de 6,8 mil metros quadrados. A previsão é de que a obra seja entregue em junho. No mesmo mês, está prevista a conclusão dos trabalhos no Monumento Salto São João, uma queda-d'água de 84 metros no meio da mata, em Prudentópolis. No local foi construída uma trilha, um centro de visitantes, estacionamento e um mirante.

Segundo Semestre

Outras nove obras estão programadas para o segundo semestre. O Anexo da Mulher no Hospital do Trabalhador, em Curitiba; a delegacia de Fazenda Rio Grande; a delegacia de Pinhais; o novo IML de Londrina; o Centro de Especialidades Médicas de Guarapuava, o Centro de Socioeducação e o Centro Nacional de Treinamento de Atletismo, ambos em Cascavel; o Hospital Regional de Telêmaco Borba; e a Cadeia Pública de Campo Mourão.

Segundo o diretor-geral, Roberto Marangon, algumas obras estão com mais de 90% de execução concluída, como o CPPI, em Piraquara. “Fazemos um acompanhamento minucioso de todas as fases para ter a certeza de que o projeto seja entregue da maneira correta. Todas essas obras são muito importantes para a população do Paraná”, explica o dirigente.

Histórico

Desde que foi criada, há quatro anos, a Paraná Edificações acompanhou cerca de R$ 550 milhões em obras e projetos de prédios públicos, reformas, ampliações e construções de novos hospitais, centros de apoio e delegacias. Somente em 2016, foram concluídas 46 obras e 30 projetos com investimento superior a R$ 52 milhões. As principais ações foram nas áreas da segurança, saúde e infraestrutura.

A Paraná Edificações atua no apoio e na elaboração de estudos de viabilidade e termos de referência de projetos, além de realizar a licitação e contratação de projetos, obras e serviços de engenharia. O órgão também atua na fiscalização, monitoramento e recebimento de projetos, obras e serviços de engenharia da administração direta e autárquica do Estado do Paraná.

Informações da AEN.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização