Ministro destaca importância da agropecuária na economia

Agronegócio

13 de setembro de 2017 13:44

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Agricultores iniciam colheita da soja com perspectiva de produção recorde

Mais de 3,5 mil pessoas visitam o 21º Show Tecnológico

Secretaria de Agricultura busca incentivo à piscicultura

Show Tecnológico registra recorde de público no primeiro dia
Show Tecnológico tem início nesta quarta em PG
Brandt irá expor case de sucesso de produtividade no Show Tecnológico
Soluções tecnológicas são destaque da Arysta no Show Tecnológico
/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Blairo Maggi ressaltou a ajuda do setor no controle da inflação e também enfatizou que o consumidor deve dar crédito ao Ministério da Agricultura.

Quanto maior a produção e produtividade agrícola do Brasil, mais os preços caem, o que beneficia o setor supermercadista e, consequentemente, o consumidor, disse o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) durante entrevista logo após participar do 51ª Convenção da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), em São Paulo.

“Milho e soja mais baratos significam frango, presunto e mortadela mais baratos e isso desagua nos supermercados”, ressaltou Maggi. A estabilidade das cotações dos alimentos, acrescentou, contribui para o controle da inflação, o que tem reflexos positivos no setor supermercadista.

O ministro destacou ainda a relação do Ministério da Agricultura com a cadeia varejista e com os consumidores. “É preciso que o consumidor brasileiro dê crédito ao Ministério da Agricultura. Até mesmo porque tudo que passa pelos supermercados, como carnes, verduras, frutas, cereais, processados e refrigerantes, é de responsabilidade do Ministério da Agricultura.”

Em seu discurso no evento, Maggi apresentou números sobre a ocupação de área pela agropecuária brasileira. “Apenas 8% do território do país são destinados à agricultura e a pecuária ocupa 23%. O Brasil preserva, de forma natural, 71% de sua área. Do total, os produtores rurais são responsáveis por 11% da preservação, sem receber um centavo sequer.”

“Ninguém no mundo tem a agricultura sustentável como nós temos”, enfatizou o ministro. Para ele, o mercado internacional precisa reconhecer e valorizar isso. Uma das formas de os países importadores compensar o Brasil, segundo Maggi, é dando preferência aos seus produtos agropecuários.

O ministro participou da convecção da Abras na noite dessa terça-feira (12).

PUBLICIDADE
MIX - 21/02/2018 02:14h

Vinícius é morto no presídio

Beth se junta à comemoração de Clara e todos estranham seu comportamento. Adinéia pede para Samuel ...

 
0
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização