Ministro destaca importância da agropecuária na economia | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
Ministro destaca importância da agropecuária na economia

Agronegócio

13 de setembro de 2017 13:44

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Digital Agro discute uso da internet no campo

São Mateus do Sul recebe selo de indicação da erva-mate

Tendências Masculinas para a primavera 2017

Conab estima 44,77 milhões de sacas para safra do café
‘Digital Agro’ começa na quinta em Carambeí
PR lidera produção de proteína animal no País
PR deve alcançar 5,4 mi de hectares plantados com soja
/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Blairo Maggi ressaltou a ajuda do setor no controle da inflação e também enfatizou que o consumidor deve dar crédito ao Ministério da Agricultura.

Quanto maior a produção e produtividade agrícola do Brasil, mais os preços caem, o que beneficia o setor supermercadista e, consequentemente, o consumidor, disse o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) durante entrevista logo após participar do 51ª Convenção da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), em São Paulo.

“Milho e soja mais baratos significam frango, presunto e mortadela mais baratos e isso desagua nos supermercados”, ressaltou Maggi. A estabilidade das cotações dos alimentos, acrescentou, contribui para o controle da inflação, o que tem reflexos positivos no setor supermercadista.

O ministro destacou ainda a relação do Ministério da Agricultura com a cadeia varejista e com os consumidores. “É preciso que o consumidor brasileiro dê crédito ao Ministério da Agricultura. Até mesmo porque tudo que passa pelos supermercados, como carnes, verduras, frutas, cereais, processados e refrigerantes, é de responsabilidade do Ministério da Agricultura.”

Em seu discurso no evento, Maggi apresentou números sobre a ocupação de área pela agropecuária brasileira. “Apenas 8% do território do país são destinados à agricultura e a pecuária ocupa 23%. O Brasil preserva, de forma natural, 71% de sua área. Do total, os produtores rurais são responsáveis por 11% da preservação, sem receber um centavo sequer.”

“Ninguém no mundo tem a agricultura sustentável como nós temos”, enfatizou o ministro. Para ele, o mercado internacional precisa reconhecer e valorizar isso. Uma das formas de os países importadores compensar o Brasil, segundo Maggi, é dando preferência aos seus produtos agropecuários.

O ministro participou da convecção da Abras na noite dessa terça-feira (12).

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização