Trigo apresenta quebra de produtividade | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
Trigo apresenta quebra de produtividade

Agronegócio

31 de agosto de 2017 17:23

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Embaixador alemão visita a Cooperativa Witmarsum

Evento em Palmeira reúne 60 cooperativistas da região

Com novo frigorífico, PR deverá se tornar líder em carne suína

Dia de Campo mostra como elevar a produtividade do trigo
PR se mantém como 2º maior produtor de leite do País
Nuzman pede afastamento do COB
Campos Gerais terá plantio recorde de soja nesta safra
Novas quebras de produtividade já começam a ser contabilizadas, novamente. /Foto: Divulgação/AEN
PUBLICIDADE

Níveis de umidade do solo em regiões produtoras voltam a diminuir drasticamente, causando problemas na lavoura.

A massa de ar seco que está sobre grande parte do Brasil, manterá o tempo aberto e sem previsão de chuva, em praticamente todas as regiões do País, com exceção apenas para o extremo norte da região Norte.

As condições são favoráveis à colheita do algodão, café, cana de açúcar e demais culturas. O problema continua sendo para as lavouras de trigo, já que os níveis de umidade do solo em regiões produtoras voltam a diminuir drasticamente, por conta da ausência de chuva nas principais regiões produtoras do cereal de inverno. Assim, novas quebras de produtividade já começam a ser contabilizadas, novamente. Realmente o ano não está sendo bom para a cultura, os preços não reagem e continuam baixos, agravando ainda mais a situação dos produtores.

Algodão com excelente rentabilidade

Já lavouras de algodão, continuam apresentando médias de produtividade muito superiores se comparado às últimas safras, sendo que na maioria das propriedades já se observa recordes de produtividade. Com exceção de algumas lavouras que tiveram a qualidade afetada pelas chuvas de agosto, a grande maioria das lavouras colhidas também vem apresentando qualidade superior o que mantem a cultura com uma rentabilidade formidável nesta safra.

Café e cana

Apesar de um clima bastante favorável para a colheita, o café e a cana de açúcar apresentam médias de produtividade que estão um pouco aquém do ideal nesta safra. As chuvas ocorridas nas últimas semanas sobre áreas produtoras de São Paulo e Minas Gerais, induziram o florescimento do café em algumas localidades e na cana auxiliou um pouco o desenvolvimento dos canaviais que irão ser colhidos a partir de setembro, bem como o desenvolvimento das lavouras já colhidas.

Tendência para os próximos dias

A tendência para os próximos dias é que o tempo se mantenha mais seco em grande parte do Brasil com elevação de temperatura neste período, principalmente as máximas na região centro-norte do Brasil. Porém, no começo da semana que vem, uma nova frente fria estará avançando sobre a região Sul do Brasil, onde irá provocar chuvas mais generalizadas sobre todo o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e, até mesmo em partes das regiões sul e leste do Paraná.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização