Produtividade do milho safrinha pode ter queda no PR

Agronegócio

30 de agosto de 2017 15:01

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Alep lança frente em defesa do pacto federativo

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões neste sábado

Frísia, Castrolanda e Capal lançam a Unium

'Unium’ é a nova marca da intercooperação da região
Conab estima queda de 6,2% na safra de grãos 2017/18
Iapar celebra aniversário com parcerias empresariais
Fim da vacinação contra Aftosa no PR impulsionará exportações
Números sinalizam uma diminuição de 3% em relação ao ano passado. /Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Segundo especialistas, chuvas do último mês causaram a queda da produtividade no grão.

As chuvas que caíram na região do Paraná no último mês impactaram diretamente na produção do milho safrinha. “Nós estávamos com um bom potencial, por conta do investimento dos produtores e também do clima que atuou em nosso favor durante a colheita. Mas em razão das chuvas no início de junho, a produtividade diminuiu um pouco”, conta Paulo Brunetto, engenheiro agrônomo da Cooperativa Agroindustrial Copagril. 

A análise do especialista foi feita em cima dos dados do Departamento de Economia Rural (Deral).

Até o momento, os números sinalizam uma diminuição de 3% em relação ao ano passado. “Apesar disso, a colheita foi realizada num período seco na maior parte do tempo. As chuvas cessaram no oeste do Paraná em 18 de Junho retornando a chover em 02 de agosto, proporcionando um período seco muito bom para a realização da colheita. Com isso, o produtor conseguiu colher com uma umidade, abaixo de 20%, então a qualidade do grão está boa”, afirma.

As principais regiões produtoras do milho safrinha ficam no oeste, norte e noroeste do estado, justamente por conta do clima. Já para o sudeste, as lavouras ficam sob o frio, o que prejudica a plantação da cultura. “Nas regiões mais baixas do estado, é mais comum a presença de lavouras de trigo, por exemplo”, finaliza Paulo.

Segundo o meteorologista da Climatempo Alexandre Nascimento, só há expectativa de chuva no centro-oeste do estado para a segunda quinzena de setembro. “Nesses locais a situação está tranquila, e os produtores ainda têm três semanas para continuar colhendo”, afirma. Já no sul e oeste do Paraná, a chuva pode começar um pouco mais cedo, por volta do dia 10 de setembro, mas também não deve prejudicar a colheita do milho safrinha.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização