Produtor pode solicitar recursos do Plano Safra 2017/2018 a partir de hoje

Agronegócio

03 de julho de 2017 09:16

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões neste sábado

Frísia, Castrolanda e Capal lançam a Unium

'Unium’ é a nova marca da intercooperação da região

Conab estima queda de 6,2% na safra de grãos 2017/18
Iapar celebra aniversário com parcerias empresariais
Fim da vacinação contra Aftosa no PR impulsionará exportações
Cooperadas Frísia visitam fábrica de máquinas agrícolas
Produtor pode solicitar recursos do Plano Safra 2017/2018 a partir de hoje/Foto: Fotos Públicas /
PUBLICIDADE

São R$ 190,25 bilhões destinados pelo governo federal a operações de custeio, comercialização e investimento, por meio do Plano Agrícola e Pecuário (Plano Safra) 2017/2018.

O agricultor brasileiro poderá contar, a partir de hoje (3), com recursos para financiar a próxima safra agrícola. São R$ 190,25 bilhões destinados pelo governo federal a operações de custeio, comercialização e investimento, por meio do Plano Agrícola e Pecuário (Plano Safra) 2017/2018.

O Plano Safra é lançado pelo governo federal no início do ano agrícola, em 1º de julho. Para ajudar os agricultores a custear a safra, é disponibilizado crédito em linhas com recursos obrigatórios, livres e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O produtor interessado deve verificar se seu banco oferta linhas de crédito do plano.

O Plano Safra 2017/2018 reduziu em 1 ponto percentual ao ano as taxas de juros das linhas de custeio e de investimento e de 2 pontos percentuais ao ano, as dos programas voltados à armazenagem e à inovação tecnológica na agricultura.

No crédito de custeio e de investimento, os juros caíram de 8,5% ao ano e 9,5% ao ano para 7,5% e 8,5%, à exceção do Programa de Construção de Armazéns (PCA) e do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), nos quais a taxa será 6,5% ao ano.

O volume de crédito para custeio e comercialização é de R$ 150,25 bilhões, sendo R$ 116,25 bilhões com juros controlados e R$ 34 bilhões com juros livres. O montante para investimento é de R$ 38,15 bilhões, com aumento de 12% em relação à safra anterior.

Informações da Agência Brasil

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização