VBP atingirá R$ 550,4 bilhões em 2017 | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
VBP atingirá R$ 550,4 bilhões em 2017

Agronegócio

17 de abril de 2017 15:25

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Conab estima 44,77 milhões de sacas para safra do café

‘Digital Agro’ começa na quinta em Carambeí

PR lidera produção de proteína animal no País

PR deve alcançar 5,4 mi de hectares plantados com soja
Obama fará palestra em São Paulo no Fórum Cidadão Global
Abates de bovinos e frangos recuam no 2º trimestre
Ministro destaca importância da agropecuária na economia
/
PUBLICIDADE

O valor bruto da produção agropecuária (VBP) de 2017 é estimado em R$ 550,4 bilhões, representando acréscimo de 4,2% sobre os R$ 528,3 bilhões de 2016. Um dos principais fatores para a expansão da VBP é o aumento da produtividade das lavouras – especialmente as algodão, milho e soja.  O montante foi calculado a partir de dados de safras de março deste ano e refere-se ao faturamento dentro das propriedades rurais.

O VPB foi divulgado na quinta-feira passada (13/04) pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Segundo os números da SPA, as lavouras tiveram aumento de 8,7%, somando R$ 370,9 bilhões. Já a pecuária teve redução de 2,5%, ficando em R$ 179,5 bilhões.

 “O resultado favorável para as lavouras deve-se especialmente às expectativas para a safra deste ano”, destaca José Gasques, da Diretoria de Crédito e Estudos Econômicos da SPA. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), acrescenta, prevê uma safra de 227,9 milhões de toneladas, com acréscimo de 20% na produtiva. Já o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) projeta uma produção de 230,3 milhões de toneladas, com crescimento de 29,1% no rendimento das culturas.

Os produtos que apresentaram melhor desempenho são algodão, com aumento real do VBP de 11,8 %; amendoim, 15,8 %; arroz, 20,7%; feijão, 37,4 %; fumo, 25,1 %; milho, 39,7 %; soja, 9,6 %, e uva, 34,8%. Soja e milho têm expectativas muito favoráveis para este ano, com crescimento recorde de produção. Mesmo assim, diz Gasques, esses dois produtos podem sofrer alteração de valor nos próximos meses, com a queda nos preços.

Na pecuária, os destaques são para suínos, 2,8%; leite, 5,9 %; e ovos, 8,8%. Esses produtos se beneficiam de uma combinação de preços maiores do que em 2016 e também de aumento do volume de produção, assinala Gasques.

Já os produtos com maiores reduções de valores reais da safra deste ano são a cebola (-53,6 %), laranja (-9,4 %), mamona (-41,7 %), tomate (-32,4 %), trigo (-34,8 %) e maçã (11,0 %). Neste grupo, quedas de preços têm sido o principal fator a contribuir para a redução de valor. Na pecuária, valores mais baixos do que em 2016 são observados em bovinos e frangos.

No ranking regional do VPB, o Sul continua liderando, com R$ 156,0 bilhões. A seguir, vem o Cento–Oeste, com R$ 153,0 bilhões; o Sudeste, com R$ 142,0 bilhões; o Nordeste, com R$ 51,5 bilhões; e Norte, com R$ 33,0 bilhões.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização