Mulher casa com bezerro e diz ser encarnação do marido

Insana

07 de agosto de 2017 07:21

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Bolo de 106 anos é encontrado na Antártida em ótimo estado

Família interrompe velório após achar que morto estava vivo

Rejeitado até na igreja, homem é velado em praça pública

Chinês viaja com braços do irmão em bagagem
Baleia deixa feridos ao avançar em embarcação na Austrália
Carro ‘voa’ cerca de 40 metros em acidente
Britânico comanda cargueiro embriagado e é suspenso
O bezerro, que divide a casa junto com Khim e seus filhos/Foto: Reprodução Curiosamente/
PUBLICIDADE

Filho da idosa, explicou que o bezerro lambe os braços apenas de quem é seu parente e o comportamento com eles é suficiente para provar que ele é realmente encarnação de Tol Khut

Uma mulher que mora na província de Kratie, no Camboja, perdeu o marido há cerca de um ano e estava de luto até conhecer o novo amor de sua vida: um bezerro. Khim Hang, de 74 anos, acredita que o animal é a reencarnação de seu falecido marido, Tol Khut.

A mulher percebe no animal características que a lembram seu falecido marido. Foi criado até um altar, no quarto que costumava ser de Tol, com fotos do homem e várias flores. “Quando eu fui ver um médium, sua alma entrou e disse: ‘Eu sou seu marido’. Então, o bezerro lambeu meu cabelo, depois meu pescoço, depois me beijou, realmente me fazendo acreditar que ele seja meu marido”, comentou Khim ao jornal The Indian Express. O animal, que fica no antigo quarto de Khut, olha através das janelas, assim como o homem fazia. A família coloca o bezerro na cama todas as noites e o animal dorme com o travesseiro favorito de Khut.

O bezerro, que divide a casa junto com Khim e seus filhos, está chamando atenção de pessoas que moram por perto e fazendo sucesso. Tol Vandy, filho de Khim, explicou que o bezerro lambe os braços apenas de quem é seu parente e o comportamento com eles é suficiente para provar que ele é realmente Tol Khut. “Vou mantê-lo e cuidar dele para toda a minha vida”, diz Khim, que pediu a seus filhos para cuidar de seu “marido” reencarnado após a morte e realizar o mesmo funeral religioso para o animal que o de um ser humano quando ele morre.

Informações Curiosamente

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização